Xuxa Meneghel e José Luiz Datena entraram em um acordo judicial após dois anos de processo. O apresentador ofendeu a eterna Rainha dos Baixinhos chamando-a de “garota de programa infantil”, e fez com que Xuxa decidisse abrir um processo por difamação. Entretanto, a ação judicial finalmente chegou a um acordo.

De acordo com informações do site Notícias da TV, Datena aceitou a proposta feita pelo Ministério Público de São Paulo, que consistia na doação de dez cadeiras de roda à Fundação Irmã Clara. Isso fez com que o âncora da Band acabasse por se livrar de ter o processo de calúnia e difamação levado adiante.

Ainda conforme o que foi dito pelo Notícias da TV, Fabio Castello Branco Mariz de Oliveira, o advogado responsável pela defesa de Detena, foi o responsável por confirmar que a ação judicial movida por Xuxa Meneghel chegou ao fim. Na ocasião citada, o advogado do âncora ainda pontuou que o acordo foi feito com o Ministério Público, e a “indenização” estabelecida já foi paga por Datena. Assim, o caso está encerrado.

Ainda no ano passado, uma audiência referente ao processo aconteceu na 1ª Vara Criminal do Foro Regional de Pinheiros, localizado na cidade de São Paulo. José Luiz Datena esteve presente na audiência, mas Xuxa foi representada por seu advogado, Damian Vilutis. No contexto citado, a juíza Aparecida Angélica considerou "extinta a punibilidade por cumpricidade da transação penal".

Devido a isso, Datena acabou por aceitar o acordo que lhe foi proposto. A doação, de acordo com a equipe do âncora, foi feita ainda no mês de dezembro. Maiores detalhes a respeito dos valores de cada cadeira doada para a instituição não foram revelados.

Entenda o contexto da ação

Ainda no mês de dezembro de 2017, Xuxa Meneghel entrou com uma queixa-crime contra Datena.

Isso foi motivado por uma discussão, ocorrida entre a apresentadora e Joel Datena, filho do apresentador. Os dois discordaram a respeito da existência da Lei da Palmada.

Tudo aconteceu após o filho de José Luiz Datena exibir uma reportagem a respeito de uma criança que dirigiu o carro de seus pais e acabou sendo pega.

Após passar a matéria, Joel afirmou que puniria fisicamente a criança caso fosse pai dela. A partir desse comentário, Xuxa aproveitou para abordar o assunto em sua conta do Facebook e chegou a afirmar que ações violentas fazem com que a violência se perpetue.

Após o ocorrido, Datena optou por levar a discussão para o Instagram e afirmou que o filho merecia umas palmadas por ter assistido ao programa da “garota de programa infantil” durante a infância. A partir disso, Xuxa decidiu mover o processo citado anteriormente.

Siga a página Famosos
Seguir
Siga a página Política
Seguir
Siga a página Xuxa
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!