A situação entre os familiares de Gugu Liberato e sua companheira Rose Miriam não anda nada fácil desde a morte do apresentador em novembro de 2019 e após a abertura do testamento do artista em dezembro. Rose Miriam acionou a justiça após não ser citada no testamento do companheiro de quase 20 anos. A mulher alegou na justiça que eles eram uma família, marido e mulher, pai e mãe de três filhos: João Augusto, Marina e Sofia.

A justiça já deu uma vitória para Rose na última sexta-feira, quando ordenou que fosse pago uma pensão mensal de 100 mil à mulher, mesmo valor que Gugu deixou como pensão, de forma vitalícia, para a sua mãe Maria do Céu, de 90 anos.

Apesar de a família de Gugu ter anunciado que não mais falariam sobre a briga na justiça, engana-se quem pensa que as coisas estão tranquilas entre as duas famílias.

Segundo a colunista Mônica Bergamo, do Folha de S. Paulo, a família de Gugu, através de sua irmã Aparecida Liberato que ficou como inventariante dos seus bens, pediu na justiça que o irmão da viúva, Gianfrancesco Di Matteo, seja expulso da casa onde a mulher mora com os três filhos, na Flórida, Estados Unidos.

O espólio deu 15 dias para que o irmão de Rose deixe o imóvel da família, onde está morando com a irmã e os sobrinhos, e que faz parte do espólio do apresentador. O homem já teria sido notificado sobre a ordem de despejo. Segundo a colunista, o advogado de Rose Miriam, que está defendendo os seus direitos, falou sobre a situação e disse que a casa é o lar de Rose Miriam e de seus filhos, e revelou que o irmão da viúva foi para o local para dar um apoio a Rose durante esse momento difícil que está vivendo.

O advogado de Rose, Nelson Willians, informou também que vai pedir na justiça que Aparecida Liberato, irmã de Gugu Liberato, seja excluída da função de inventariante dos bens do artista, pois a mesma estaria conflitando com os interesses da viúva e dos seus filhos. A família de Gugu não mais está comentando sobre as situações envolvendo a batalha judicial e o espólio deixado pelo apresentador.

Pacto de silêncio sobre vida íntima de Gugu

A briga judicial entre Rose Miriam, que deseja ser reconhecida judicialmente como alguém que viveu por quase 20 anos uma união estável com Gugu Liberato, pedindo assim que seja reconhecida como herdeira do mesmo, e a família do artista, que alega que os dois eram apenas amigos, continua nos bastidores, apesar de nenhuma das partes estarem comentando sobre o assunto.

Foi divulgado nesta segunda-feira (27), que apesar das divergências de interesses, as duas partes teriam chegado a um acordo e feito um pacto de silêncio para não expor a vida íntima e opção sexual do artista. A família de Gugu deseja manter a boa memória do apresentador e não quer que a vida sexual do mesmo vá parar nos tribunais.

Siga a página Famosos
Seguir
Siga a página Relacionamento
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!