O jornalista José Roberto Burnier retornou ao programa “Em Ponto”, na Globo News, nesta segunda-feira (6), após se manter afastado da atração por quase seis meses, para tratar um câncer.

Logo quando voltou para a apresentação do programa da Globo News, Burnier fez questão de agradecer a todos os fãs que desejaram melhoras para ele e aproveitou o momento também para poder agradecer por todo o carinho que recebeu das pessoas durante este período em que esteve afastado dos telejornais para realizar o seu tratamento.

No início do programa, o jornalista começou falando que antes que ele fosse falar a respeito das notícias do dia, gostaria muito de agradecer a todos pelas mensagens que recebeu ao longo dos meses de vários dos telespectadores do programa.

Burnier ressaltou que as mensagens que recebeu continham muito carinho, força e solidariedade para ele neste momento complicado que passou nos últimos meses em sua vida. Ele relembrou que esteve afastado do programa desde o dia 17 de julho de 2019, para poder tratar o câncer.

Ao final da declaração, o jornalista fez questão de deixar claro que agora que retornou ao trabalho, está tudo bem com ele e que está com saúde e agora irá continuar levando adiante a vida, que, segundo ele fez questão de ressaltar em sua mensagem, é uma experiência fantástica. O momento aconteceu durante a abertura do programa, antes mesmo que o jornalista desse início às notícias do dia para os telespectadores.

O diagnóstico de câncer para Burnier

Burnier foi diagnosticado com um câncer na língua no último ano, e, para isso, precisou fazer 33 sessões de radioterapia e três de quimioterapia.

No período em que esteve em tratamento, o apresentador chegou até mesmo a perder cerca de 18 quilos. Em entrevista ao portal G1, no ano passado, o jornalista falou a respeito dos momentos em que ocorreram o seu diagnóstico, e sobre a HPV, doença sexualmente transmissível que acabou sendo a causa de seu tumor.

O jornalista alegou que não sabia que tinha a HPV, antes que fosse feito o diagnóstico do câncer.

Ele contou ainda que o HPV pode ser contraído ainda na adolescência e que pode ficar no nosso organismo por décadas, inerte, até que ele resolve aparecer e infectar uma célula do nosso corpo, e, com isso, acabou provocando o tumor no jornalista.

Burnier ainda chegou a ressaltar, que por mais curioso que pareça, isso é uma ótima notícia quando o tumor é provocado pelo HPV, pois o tratamento é respondido de forma mais positiva, e nos casos envolvendo álcool e cigarro torna-se algo mais complicado de se combater.

A respeito do tratamento, o jornalista deixou claro que era uma agonia por dia, e que ele começou a engasgar muitas vezes pois a sua garganta estava sendo afetada pelo tratamento, e que ele, às vezes, chegava a engasgar até mesmo com qualquer gole de água que desse, além de ter tido vários enjoos e vômitos ao longo do processo.

Siga a página Famosos
Seguir
Siga a página Televisão
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!