Atriz de "Capitão América: O Primeiro Vingador" (2011), Mollie Fitzgerald foi presa na noite da última terça-feira (31), no subúrbio da cidade de Olathe, no estado americano do Kansas. A também cineasta, de 38 anos de idade, é suspeita de matar a própria mãe, Patricia "Tee" Fitzgerald, de 68 anos, a facadas, e teve a fiança estipulada em US$ 500 mil (mais de R$ 2 milhões).

De acordo com o jornal USA Today, o crime ocorreu na casa que a família mantinha no condado de Johnson. A famosa foi detida sob suspeita de assassinato em segundo grau.

Até o momento, ainda não se sabe se a moça já conseguiu um advogado para representá-la.

Família está devastada com o crime

À publicação, o irmão da vítima, Gary Hunziker, de 72 anos de idade, disse que ainda não sabia praticamente nada acerca do ocorrido, mas desabafou: "ficamos chocados".

Questionado sobre o que teria levado a sobrinha a cometer o crime, o familiar foi enfático: "não importam as circunstâncias. Isso se trata da perda de uma irmã".

O parente da vítima também contou a respeito da vida simples da família. Ele disse que ambos cresceram em uma fazenda, no nordeste do Missouri. Patricia, então, estudou fisioterapia na Universidade do Missouri e, em seguida, se mudou para a cidade no Kansas. Após algum tempo, foi para Houston, no Texas, onde o seu marido tinha um escritório de advocacia.

Inclusive, após décadas vivendo na cidade, ela estava em processo de mudança novamente para o Kansas, exatamente na propriedade onde perdeu a vida.

O motivo do assassinato segue até o momento uma incógnita. Oficialmente, a Polícia de Olathe, pertencente ao condado de Johnson, não quis se pronunciar e não forneceu detalhes a respeito do acontecimento.

Carreira de Mollie Fizgerald

Mollie Fitzgerald teve um papel pequeno em "Capitão América: O Primeiro Vingador". Contudo, sua página no IMDb mostra uma grande atuação como produtora ou diretora em diversos longas. A maioria, porém, de baixo orçamento e sem destaque no cenário cinematográfico.

No longa da Marvel, além da ponta como atriz, Mollie trabalhou como assistente do diretor Joe Johnston.

O filme, estrelado por Chris Evans, faturou mais de US$ 176 milhões (mais de R$ 700 milhões) nos Estados Unidos e ultrapassou a marca dos US$ 370 milhões (em torno de R$ 1,5 bilhão) pelo mundo, segundo dados do Box Office Mojo.

Siga a página Polícia
Seguir
Siga a página Cinema
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!