A Mulher do locutor de rodeios Asa Branca [VIDEO] voltou a se manifestar sobre o estado de saúde do marido na noite desta quinta-feira (30). Portador do vírus HIV, descoberto em 2007, e lutando contra um câncer na mandíbula, diagnosticado em 2017, ele está internado no Hospital do Câncer, em São Paulo, desde o último sábado (25), mas de acordo com a esposa, não é mais nada o que se possa ser feito e a morte é questão de dias.

“Os médicos conversaram comigo agora à noite e falaram que não tinha mais o que fazer”, disse Sandra dos Santos. Ela relatou também que Asa Branca sofre com muitas dores, que na quinta-feira havia passado muito mal e que estava com quinze litros de oxigênio.

Ela relatou ainda uma previsão nada animadora da equipe médica. “Eles (os médicos) disseram que é questão de dias", disse ela por telefone ao portal UOL.

No final de dezembro, também falando ao portal UOL, Sandra revelou que os médicos haviam dado apenas mais um mês de vida ao marido e que isso havia lhe deixado “sem chão”. Na época ele estava muito ansioso para receber a visita da filha [VIDEO], que não via há dois anos e que mora nos Estados Unidos.

Sandra disse ainda que o marido é uma pessoa muito forte, mas tem sido difícil vê-lo sofrendo e por isso pede a Deus para tirá-lo desse sofrimento. “É difícil. A gente fica com coração partido”, falou ao portal.

Uma vaquinha virtual foi criada pela família do locutor para conseguir levantar a quantia de 50 mil reais para custear o tratamento de Asa Branca nos Estados Unidos.

Até o momento foram angariados pouco mais de 12.500 reais.

Locutor pede para morrer

Waldemar Ruy dos Santos, nome verdadeiro de Asa Branca, de 57 anos, já havia ficando internado em dezembro passado por conta de uma infecção provocada pelo rompimento de um dos tumores da boca. Na época, a esposa Sandra havia revelado que o locutor apresentava dificuldades para falar e era preciso chegar bem perto dele para ouvi-lo.

Naquela internação, o locutor já sofria com muitas dores e a morfina já não fazia mais efeito. Sandra relatou que, devido ao sofrimento, o marido podia para morrer. “Ele não aguenta mais, ele mesmo já pede para morrer”, disse a mulher.

Sua última internação ocorreu no último sábado (25), dez dias depois de ter recebido alta médica pela última vez.

A família alugou uma ambulância para transportá-lo da casa onde vive, no interior de São Paulo, até o Instituto do Câncer, na zona oeste da Capital. A esposa relata que no período em que ficou em casa, Asa Branca se queixava de muita fraqueza e desconforto.

Em razão dessa nova internação, uma homenagem que ele receberia, quando seria contemplado com a medalha da Ordem dos Parlamentares do Estado de São Paulo, não pode contar com sua presença.

Siga a página Mulher
Seguir
Siga a página Música
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!