A comissária de bordo Débora Wlaker polemizou ao usar suas redes sociais para fazer uma denúncia ao hipnólogo e youtuber Pyong Lee, que participa do "Big Brother Brasil 2020", passado todas as noite na TV Globo. O brother virou um dos assuntos mais comentados em todo o país na noite de sábado (10), quando tentou de todas as maneiras beijar a médica Marcela e apalpou Flayslane enquanto dançavam. Após o ocorrido, inúmeras pessoas foram até as redes sociais para dizer que o coreano havia um passado comprometedor.

Tais acusações ficaram mais sérias e ganharam um grande espaço quando uma comissária de bordo de 30 anos, que atualmente mora em Dubai, resolveu comentar sobre o episódio que, nas suas palavras, aconteceu 4 anos atrás. Segundo Débora, ela foi chantageada por Pyong Lee, e, de acordo com as informações dadas pelo jornalista Leo Dias, ela chegou a falar com detalhes sobre como tudo realmente aconteceu.

Nos Stories publicados no Instagram da comissária de bordo, Débora afirma que conheceu o hipnólogo em uma festa, chegando a ficar com ele em tal ocasião.

De acordo com suas falas, Pyong havia dito que estava buscando uma relação séria em sua vida, afirmando que estava solteiro quando veio a acontecer o fato. No entanto, após os dois adquirirem mais intimidade, Pyong revelou para Débora que tinha uma namorada, algo que a deixou extremamente revoltada. Tais chantagens começaram quando a comissária chegou a conhecer um amigo do confinado.

Ela disse que ficou assustada quando soube do namoro e, Pyong havia dito que os dois iriam continuar ficando.

Débora disse que após a descoberta, não ficou mais com Pyong. Passando dois meses, ela foi em uma festa e se relacionou com outra pessoa. Débora ressaltou que Pyong estava nessa festa e o menino com o qual tinha ficado era amigo dele. A moça pediu para que Pyong não falasse que os dois haviam ficado no passado, pois, segunda ela, não foi nada demais e não queria comprometer a relação presente. Pyong, então, disse que não iria contar, mas para isso acontecer, eles deveriam continuar ficando.

“Ele me chantageou para continuar saindo com ele”, desabafou a comissária nos vídeos publicados em seu Stories.

Assessoria de Pyong Lee lamenta as acusações

Após a polêmica fala de Débora Welker, o repórter Leo Dias procurou a assessoria do youtuber para possíveis explicações. O assessor revelou que, desde a noite de sábado (08), está recebendo milhares de mensagens com ataques ao youtuber, reforçando que Pyong já admitiu ter passado dos limites e se desculpado publicamente pelos seus atos na festa do reality. O assessor complementou dizendo que, por estar confinado, não pode se defender, facilitando inúmeras acusações falsas vindas de diferentes pessoas e lugares.

Siga a página Famosos
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!