Mais de dois meses depois que o apresentador Gugu Liberato faleceu, a família do apresentador e sua ex-companheira Rose Miriam Di Matteo estão em um embate intenso em relação a herança que foi deixada pelo apresentador, avaliada em R$ 1 bilhão. O principal problema para que a disputa de iniciasse foi devido ao testamento deixado pelo apresentador, que foi feito em 2011, e lido poucas horas após o enterro de Gugu, que aconteceu no dia 29 de novembro.

No documento deixado pelo apresentador, o patrimônio adquirido pro ele ao longo da vida deveria ser divido entre seus três filhos e seus cinco sobrinhos.

Rose Miriam foi excluída do testamento do apresentador.

Contudo, logo em seguida ela resolveu acionar seus advogados e agora está lutando para que consiga receber uma parte da herança que foi deixada por Gugu. Desde então, momentos polêmicos estão sendo vividos pela médica e pelos familiares do apresentador, que agora estão em uma disputa na Justiça.

Testamento de Gugu excluiu Rose Miriam

No texto que foi lido logo após o sepultamento de Gugu, ele deixava 75% dos seus bens para João, de 18 anos de idade, e suas irmãs gêmeas Sofia e Marina, de 16. Os outros 25% deixados pelo apresentador são destinados para os seus cinco sobrinhos.

No entanto, Rose Miriam não foi sequer mencionada no documento para receber alguma parcela deixada pelo apresentador.

Mesmo após ter assinado o documento, no mesmo dia Rose Miriam procurou pelo advogado Nelson Willians, para que ela pudesse agora comprovar na Justiça sua união estável, para conseguir metade do patrimônio de Gugu, enquanto a outra metade iria para os filhos.

Na época em que aconteceu o fato, a irmã do apresentador alegou que Rose Miriam havia sido induzida pelos advogados a contestar o que foi deixado pelo documento feito por Gugu em 2011.

No dia em que o irmão foi sepultado, Aparecida ainda alegou que Rose e os filhos foram levados por parentes para irem até um advogado.

No dia 27 de dezembro, a médica entrou com um requerimento na Justiça para que ela se tornasse a inventariante do testamento deixado pelo apresentador. O advogado de Rose alegou que ela não havia tido nenhum tipo de acesso à partilha de bens de Gugu, e que ela deveria ter tido este tipo de informação por ter permanecido duas décadas junto ao apresentador.

Recentemente, através do programa “Fantástico”, a mãe do apresentador, Maria do Céu, de 90 anos, declarou que seu filho e Rose não tinham tido nenhum relacionamento, e os advogados da família, Regina e Dilermando Cigagna, confirmaram que Gugu e Rose não tinham firmada uma união estável entre eles.

Na mesma reportagem, o advogado de Rose alegou que a cliente dele era mulher, esposa e companheira de Gugu, e que somente depois da morte do apresentador foi que começaram a falar que ela era apenas uma amiga dele.

Siga a página Famosos
Seguir
Siga a página Polícia
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!