Najila Trindade pode trazer de volta o pesadelo de Neymar Jr. com a Justiça. Desta vez, segundo informações do programa “Fofocalizando”, do SBT, a modelo ameaça denunciar o craque na Justiça francesa por transporte de mulher para fins sexuais. Vale lembrar que em 2019 a modelo já havia acusado Neymar de abuso aqui no Brasil. Entretanto, o jogador acabou não sendo indiciado por falta de provas.

Aqui no Brasil, além da acusação de abuso, Neymar também está sendo investigado por supostamente divulgar fotos íntimas de Najila Trindade na internet.

Contudo, o jogador do Paris Saint-Germain também deve ser absolvido desta acusação, já que, de acordo com o Ministério Público do Rio de Janeiro, a procuradoria entendeu que o craque só divulgou tais imagens para se defender da acusação de abuso feita pela modelo.

Advogado de Najila se pronuncia

Mas, tudo indica que a absolvição de Neymar sobre as imagens não foi surpresa nenhuma. Isso porque o próprio advogado da modelo, Cosme dos Santos, já disse que a recomendação do Ministério Público já era esperada.

Além disso, Cosme também afirma que irá entrar com um mandado de segurança através do Supremo Tribunal Federal (STF), para assim contestar o arquivamento do inquérito de abuso. Se concedido o pedido do advogado, o caso de abuso será reaberto e voltará a ser investigado em 1ª instância.

Neymar acusado de crime de prostituição

Cosme dos Santos ainda diz acreditar que as coisas são diferentes na Justiça da França.

Sendo assim, ele diz que abrirá uma ação contra o craque no país por crime de prostituição.

Assessoria de Neymar

Procurada pelo “Fofocalizando”, a assessoria de imprensa de Neymar Jr. afirma que o craque não recebeu nenhuma notificação oficial sobre o assunto e alega que este caso é passado.

Acusação de abuso

No dia 31 de maio de 2019, Najila Trindade registrou um Boletim de Ocorrência em São Paulo, acusando Neymar de abuso.

Segundo a modelo, o crime teria acontecido em um hotel de Paris, no dia 15 de maio.

Na época, Najila disse ter retornado ao Brasil no dia 17 de maio, dois dias depois de, segundo ela, ter sido estuprada pelo jogador. Najila disse na época que se sentiu abalada emocionalmente e com medo, e por isso, optou por denunciar o suposto crime aqui no Brasil, onde reside.

A modelo também alegou na época que foi Neymar que arcou com todas as despesas para que ela viajasse para Paris, tudo, segundo ela, por meio de um assessor. Hospedada no hotel Sofitel Paris, no dia 15, a modelo conta que o jogador apareceu no local no mesmo dia por volta das 20h, “aparentemente embriagado”.

Najila conta que os dois chegaram a trocar carícias e estava tudo certo até então, entretanto, em determinado momento, ela diz que o craque ficou agressivo e usando a violência praticou uma relação íntima contra sua vontade.

Siga a página Futebol
Seguir
Siga a página Neymar
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!