Nesta terça-feira (31), jornalistas que acompanhavam um pronunciamento do atual presidente da República, Jair Bolsonaro, durante sua saída do Palácio da Alvorada, abandonaram a entrevista depois que o presidente, mais uma vez, estimulou seus apoiadores a hostilizarem e xingarem os repórteres.

Tudo teve início quando, durante a entrevista, um repórter questionou Bolsonaro sobre o ministro da saúde, Luiz Henrique Mandetta, que atualmente anda dando orientações contrárias às do presidente sobre como proceder perante a pandemia do coronavírus. Neste momento, um dos apoiadores de Bolsonaro começou a gritar dizendo que a imprensa colocava os brasileiros contra o atual presidente da República.

Diante da situação, Jair Bolsonaro incentivou seu apoiador a continuar atacando os repórteres e mandou que mesmos permanecessem quietos. “Ele que vai falar, não é vocês”, disse o presidente se referindo ao seu apoiador.

Bolsonaro ironiza a situação

Depois que o presidente estimulou sue apoiador a falar, outros apoiadores do presidente também começaram a atacar verbalmente os jornalistas, que decidiram sair do local e permanecer ao fundo. Inicialmente, Bolsonaro mostrou surpresa com a atitude dos profissionais da comunicação de saírem do local, mas logo em seguida aproveitou a situação para ironizar os mesmos.

O presidente questiona os repórteres se eles iriam abandonar o povo, e em seguida diz nunca ter visto isso: “imprensa que não gosta do povo”.

No entanto, momentos depois do ocorrido, enquanto falava com alguns caminhoneiros que haviam se reunido em frente ao Palácio da Alvorada, o presidente voltou a falar aos jornalistas.

'Parece que o problema é o presidente', dispara Bolsonaro

Na última segunda-feira (30), Jair Bolsonaro se mostrou chateado diante das críticas que vêm recebendo desde que deixou claro seu apoio pela reabertura do comércio diante da pandemia do coronavírus.

Bolsonaro disse parecer que o problema do país é o presidente. “Não é apenas questão de vidas”, declarou Jair Bolsonaro. O presidente se mostra preocupado com a questão da economia e do emprego também.

Bolsonaro diz ter virado alvo

Em meio à pandemia do novo coronavírus, Jair Bolsonaro diz sentir que se tornou um alvo.

“O alvo sou eu”, diz o presidente, que completa questionando se ele sair e entrar outro em seu lugar: “está resolvido o problema?”.

Vale lembrar que no último domingo (29), mesmo sabendo da orientação da Organização Mundial da Saúde (OMS) e do Ministério da Saúde para quem puder permanecer confinado em casa para conter a proliferação de coronavírus, Bolsonaro visitou o comércio do Distrito Federal. Na ocasião, o presidente cumprimentou apoiadores e se aproximou de pequenas aglomerações de pessoas.

Siga a página Jair Bolsonaro
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!