Marcos Mion decidiu usar suas redes sociais para esclarecer a polêmica envolvendo seu nome e o do empresário Roberto Justus. Tudo começou depois que o áudio de uma conversa privada entre os Famosos vazou na web. No áudio, Justus rebate algumas alegações do apresentador de “A Fazenda”, da Record TV, além de classificar o novo coronavírus como “histeria”. Após a polêmica, Marcos Mion foi apontado como o responsável pelo vazamento do áudio, o que ele nega.

O apresentador diz que o áudio de Roberto Justus foi enviado em um grupo de WhatsApp pequeno, contendo apenas seis pessoas.

Portanto, Mion diz que “alguém vacilou muito” e ainda não assumiu seu erro. “Não vazei nada”, ressaltou o apresentador, que disse ainda não ser justo “tomar uma dessas na cabeça” e ainda ficar em uma “posição polarizada”.

Marcos Mion diz que não houve briga

Ainda ao se pronunciar sobre o assunto, Marcos Mion também esclareceu que não houve nenhuma briga entre ele e Roberto Justus. O apresentador ressalta que quem ouve apenas o áudio que acabou vazando acaba achando que estava havendo uma briga entre eles.

No entanto, Mion diz não ter acontecido “briga nenhuma” e diz não estar “fazendo tipo”.

Áudio vazado do empresário

No áudio vazado, Roberto Justus diz que para quem entende pelo menos um pouco sobre estatísticas, que segundo o empresário, parece não ser o caso de Marcos Mion, percebe que “é irrisório” o número de vítimas fatais do coronavírus, mesmo os idosos, são apenas de 10% a 15%. Além disso, o investidor diz que se as demais pessoas acabarem contraindo o vírus é até bom, já que “criaríamos anticorpos” e assim a doença acabaria de uma vez.

Portanto, Justus diz que, com certeza, atrás das alegações feitas por Marcos Mion, de que no Brasil pode chegar a morrer um milhão de pessoas vítimas da CODIV-19, existe argumentos e pensamentos. Por isso, Roberto ressalta ser necessário isolar os idosos e cuidar deles, além de não ter mais aglomerações e grandes eventos/festas.

Empresário se defende

Após ter conhecimento da repercussão que seu áudio estava causando nas redes sociais, Roberto Justus, assim como Marcos Mion, usou suas redes sociais para esclarecer a situação para seus seguidores.

O empresário diz que algumas pessoas estão dizendo que ele está “zombando dos mortos” e que ele só pensa na economia do país. Portanto, Justus ressalta não ser nada disso, “muito pelo contrário”.

Roberto diz falar muito em estatísticas e afirma que se olharmos o total de número de casos pelo mundo, que são ao menos 300 mil, e 15 mil mortos, todos se darão conta de que o número de mortes perto de 7 bilhões de pessoas, “é um número muito pequeno”. Com isso, o empresário diz querer dizer que “estamos dando um tiro de canhão para matar um pássaro”.

Siga a página Coronavirus
Seguir
Siga a página Famosos
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!