Após ter deixado o confinamento do "Big Brother Brasil 20" há uma semana, Pyong Lee ainda tem algumas pendências em relação ao programa para resolver.

Isso porque ele foi convocado pela Polícia Civil do Rio de Janeiro para depor sobre as acusações de assédio a respeito do seu comportamento com Marcela e Flayslane em uma festa que aconteceu no confinamento do reality show.

Em uma declaração para o UOL, Pyong confirmou que foi intimado já para prestar depoimento, no entanto, ele ainda está esperando que seja feita a confirmação da data para isso.

O hipnólogo ainda declarou que está disposto a responder e esclarecer tudo que for necessário para o caso. "Eu errei, não vou mentir, não vou esconder, e não preciso fazer isso. Inclusive já pedi desculpas publicamente dentro do 'Big Brother'", disse.

Suspeito de assédio no 'BBB20'

A investigação a respeito do youtuber se iniciou devido à cobrança que aconteceu através das redes sociais para que algo fosse feito em relação ao comportamento do brother em uma das festas que aconteceram no programa, de acordo com o que foi dito pela delegada responsável, Catarina Noble.

Os telespectadores do programa ficaram indignados com o comportamento do brother no confinamento, depois que ele tentou beijar Marcela e apalpou Flayslane durante a festa “Guerra e Paz”.

Na época em que o caso aconteceu, os internautas levantaram até mesmo hashtags no Twitter com os termos “#ForaPyong” e “#PyongExpulso”, pedindo para que a produção tomasse alguma medida. No entanto, o brother acabou sendo apenas chamado no confessionário, onde foi alertado pela produção sobre seu comportamento e recebeu uma advertência.

A respeito da situação toda, Pyong pontua que está com sua consciência tranquila, que ele errou e que não irá mentir sobre isso nem mesmo esconder, e que não precisa tomar esta postura. Ele, inclusive, explicou que já pediu desculpas publicamente ainda dentro do confinamento do "Big Brother Brasil" pelo seu comportamento.

O hipnólogo explica que fora do programa ele sabia que iria ter consequências de seus atos, e que irá lidar com elas agora.

O ex-brother, que foi o oitavo eliminado do programa, já foi perdoado por sua esposa Sammy Lee, e, desde a última quinta-feira, já está ao lado de seu filho e esposa, na casa em que eles moram na grande São Paulo.

Dentro do confinamento, as sisters que foram afetadas pela atitude do brother também o perdoaram. Ao saírem do confinamento, Marcela e Flayslane também serão chamadas para poder depor a respeito do caso em questão.

O brother declarou ainda que quando um ser humano erra, é necessário reconhecer e pedir perdão para as pessoas que se ofenderam com seu comportamento, e não repetir novamente o erro.

Ele ainda alega que se comprometeu a não repetir o mesmo erro dentro do confinamento depois que isso aconteceu e que não vai repetir mas também fora do programa.

Não perca a nossa página no Facebook!