O hipnólogo Pyong Lee foi eliminado do "Big Brother Brasil 20" na terça-feira (17). Agora que está fora do reality show, ele têm algumas coisas que ele fez lá dentro para resolver aqui fora. Ele foi intimado pela Polícia Civil do Rio de Janeiro a depor sobre acusações de assédio contra duas participantes do "BB20", Flayslane e Marcela, durante uma das festas do programa.

Pyong Lee é acusado de suposto assédio no 'BBB20'

De acordo com Catarina Noble, delegada responsável pelo caso, a investigação teve seu início pela grande repercussão na web.

Alguns telespectadores do reality se revoltaram com algumas atitudes do hipnólogo em uma das festas, ele teria passado a mão em Flayslane e tentado beijar Marcela. Depois disso a web se revoltou e a tag #ForaPyong nas redes sociais (Twitter).

Pyong Lee disse ao portal UOL que ele está com a consciência tranquila, mas que não vai mentir e disse errou e não iria esconder, pois ele não têm que fazer isso. Ele disse também que pediu desculpas lá dentro do 'BBB20' e que aqui fora sabia das consequências que teria que lidar.

"Eu errei, não vou mentir, não vou esconder, e não preciso fazer isso", disse.

Depois que foi eliminado, ele foi perdoado por sua mulher, Sammy Lee, e desde que está em casa ele tem curtido muito seu filho recém-nascido, Jake. Lá dentro do reality show ele também foi perdoado por Flay e Marcela. Porém, as duas participantes terão que depor assim que saírem do programa.

Pyong Lee fala sobre coronavírus

Na semana em que ele foi eliminado, os participantes foram informados sobre o novo coronavírus, por conta disso, na eliminação não terá mais plateia. Mesmo assim, o hipnólogo disse que assustou com que encontrou aqui fora no meio desta pandemia.

Ele disse que a situação é mais séria do que imaginava. Que lá dentro ele não pensava nas consequências que isso pode causar no geral, na economia do Brasil e dentre outras coisas.

Pyong ainda disse que quando Tiago, apresentador do "BBB20", disse que por enquanto tinha 200 casos e 1 morte, ele achou que a pandemia ainda estava no início.

Como ele é dono de uma escola de hipnose, ele e o seu sócio falaram para seus funcionários ficarem em casa e estão programando algumas lives nas redes sociais (Instagram) de Pyong Lee para ajudar as pessoas a enfrentar a ansiedade durante a quarentena.

Pyong Lee e paternidade

Pyong, pai de primeira viagem, disse para um colunista do UOL, que é muito doído sair de um confinamento e entrar em outro. Mas que esse confinamento é muito melhor, está sendo prazeroso e muito legal, que neste momento ele está mais focado em sua família.

Disse que está curtindo seu filho Jake e que está ainda aprendendo a cuidar do recém-nascido.

Não perca a nossa página no Facebook!