A família do apresentador Gugu Liberato divulgou nesta quinta-feira (16) uma nota repudiando o vazamento de áudios atribuidos ao primogênito de Gugu, João Liberato. Nos áudios, um rapaz que seria João acusa a mãe, no caso Rose Miriam di Matteo, de ameaçá-lo e dizer que não arcaria mais com os custos da casa onde mora com os filhos.

Além disso, nas mensagens de voz vazadas, o jovem diz que ele mesmo teve que arcar com algumas despesas da residência e ainda que Rose teria falado que ele ia "se ferrar", e que acionaria um defensor para resolver a questão. Agora, através de nota, a família de Gugu Liberato alega que os vazamentos dos áudios foram feitos de forma criminosa, ultrapassando os limites da má-fé e o do respeito.

Nota oficial

Para dar início ao pronunciamento, a família do apresentador diz que desde a morte de Gugu Liberato sua família e herdeiros estão tendo que conviver com diversas notícias difamatórias. Além disso, eles ainda afirmam que também estão sofrendo com a divulgação criminosa de provas e dados, que estariam sendo protegidos sob segredo de Justiça.

Em nota, a família de um dos apresentadores mais Famosos do Brasil não fala da veracidade ou não dos áudios, mas alega que o vazamento superou o limite do respeito aos valores humanos e da ética. Diante disso, a nota ressalta que o segredo de Justiça foi imposto pelo Poder Judiciário e pelo MP justamente na intenção de preservar a intimidade dos menores de idade envolvidos nesta disputa judicial, nesse caso os três filhos de Liberato.

Quebra de sigilo

Ainda em nota, a família de Augusto Liberato alega que as quebras de sigilo estão em investigação, que também estão correndo sob sigilo judicial, no Poder Judiciário e no MP. Com isso, eles esperam não apenas resguardar o direto dos filhos menores de Liberato, mas também bater de frente com a credibilidade e com a segurança do sistema judiciário do país.

Além disso, a família de Liberato ainda diz que todas as pessoas envolvidas na manutenção e divulgação de notícias falsas e ilegais estão sendo avisadas através de correspondências certificadas e serão penalizadas de acordo com a legislação brasileira. Por isso, a nota afirma que qualquer conteúdo, seja ele áudio, documento ou vídeo precisam ser retirados imediatamente da web.

Por fim, ainda em nota, a família do apresentador diz que tanto eles tanto seus advogados, respeitam a profissão da imprensa, os valores democráticos e a profissão que Liberato escolheu para sua vida, porém, por outro lado, não deixaram de defender a vontade de Liberato e também a privacidade da família, impedindo qualquer coisa que prejudique a memória de Gugu Liberato.

Siga a página Famosos
Seguir
Siga a página Relacionamento
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!