O Conselho Nacional de Autoregulamentação Publicitária (Conar) abriu nesta terça-feira (14) uma representação ética contra as ações publicitárias que foram realizadas nas lives do cantor Gusttavo Lima: “Live Gusttavo Lima- Buteco em Casa” e “Buteco Bohemia em Casa”. As transmissões ao vivo foram realizadas pelo cantor sertanejo em duas datas diferentes: no dia 28 de março e no último sábado (11).

Segundo o Conar, a ação contra a publicidade exibida na live de Gusttavo Lima foi realizada mediante as denúncias realizadas por dezenas de consumidores, que alegam que as ações publicitárias precisam de cuidados recomendados pelo Código Brasileiro de Autorregulamentação Publicitária, necessário para todo o tipo de propaganda de bebidas alcoólicas.

De acordo com a denúncia realizada pelo órgão, a live do cantor está faltando mecanismo para restringir o conteúdo a menores de idade. Além disso, o Conar ainda diz que durante a apresentação foi realizada a “ingestão de cerveja", estimulando assim o “consumo irresponsável do produto”.

No entanto, mesmo diante dos “erros” citados acima, o órgão ainda ressalta que o formato das transmissões ao vivo acabou inovando a comunicação publicitária diante do atual momento de pandemia que o Brasil está enfrentando.

Contudo, eles ressaltam que tudo dever ser feito em conciliação com os “princípios fundamentas da comunicação” e com uma forma responsável sobre a divulgação de bebidas alcoólicas, não fragilizando os cuidados sobre a difusão do produto em crianças e adolescentes.

Primeira live de Gusttavo Lima

Durante a sua primeira transmissão ao vivo, Gusttavo Lima acabou abusando das bebidas alcoólicas e durante cerca de 5 horas de show, cantou mais de 100 músicas, quebrou o próprio celular e até chegou a confundir uma garrafa de cerveja com o microfone. Mas não foi só isso, o cantor sertanejo ainda aproveitou o momento e mandou um recado para seus credores.

Defesa

Diante das acusações, cabe a Ambev e ao cantor Gusttavo Lima enviarem suas defesas para o Conselho de Ética ou, de acordo com o Conar, adaptarem imediatamente as ações publicitárias exibidas durante as transmissões ao vivo. Ainda não há uma data para que esta ação seja julgada.

Em nota, a Ambev informou que envia aos artistas um guia sobre as regras do Conar, mas que algumas orientações não foram seguidas.

Cantor doa para lixão que não existe mais

Durante sua última live, no último sábado (11), Gusttavo Lima anunciou uma doação de R$ 500 mil para famílias que vivem do lixão de Aparecida de Goiânia, em Goiás. Depois disso, a prefeitura do município emitiu uma nota alegando não possuir mais um lixão em Aparecida de Goiânia.

De acordo com a nota oficial, o local não existe desde 2013, quando a cidade ganhou um Aterro Sanitário. Desde então, eles ressaltam que nenhum catador de matérias recicláveis frequenta mais o local em busca de material reciclável.

Siga a página Famosos
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!