Nesta terça-feira (14), o Conar (Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária) abriu uma representação ética contra as ações de publicidade do cantor sertanejo Gusttavo Lima, que foram realizados nas lives do cantor denominadas “Buteco Bohemia em Casa” e “Live Gusttavo Lima – Buteco em Casa”. As transmissão puderam ser vistas pelos internautas no dia 28 de março e no último sábado (11).

De acordo com o órgão público, foi zberto o processo após denúncias de dezenas de consumidores que afirmaram considerar que as ações publicitárias da Ambev careciam de cuidados pelo Código Brasileiro de Autorregulamentação Publicitária, tratando-se das publicidades de bebidas alcoólicas.

As denúncias realizadas ainda fizeram alusão sobre a necessidade de mecanismos de restrição para pessoas menores de idade que estão tendo acessos às lives realizadas de forma rotineira nos tempos de pandemia, ressaltando também sobre a repetida ingestão de cerveja junto com um estímulo irresponsável do produto.

Logo na primeira apresentação realizada de forma online, Gusttavo Lima mostrou estar embriagado, realizando atitudes como quebrar seu próprio celular, mandar recados para seus credores e até mesmo confundir o microfone com uma garrava de cerveja. Foram realizados o total de 5 horas de transmissão, aonde o sertanejo cantou mais de 100 músicas.

O Conar, mesmo com a polêmica, ressaltou sobre o formato que consideram como “inovador na comunicação publicitária para o momento que o Brasil e o mundo estão vivendo”.

No entanto, consideraram ainda que aqueles princípios fundamentais da comunicação comercial devem ser conciliados com as apresentações, realizando a publicidade de bebidas alcoólicas de uma forma responsável, sem fragilizar, ainda, cuidados para que crianças e adolescentes não possam ser iludidas com o que é exposto em live.

A Ambev, vendo-se diante da grande polêmica, decidiu emitir um comunicado, ressaltando a importância que os cantores e as lives estão tendo no período de quarentena, afirmando que isso está tendo um papel inovador e relevante para a sociedade, conseguindo entreter o público dentro de suas casas.

De acordo com a nota da empresa, o artista recebeu um guia, ao qual estava sendo reforçado as regras impostas do Conar. A empresa ainda declara saber que, de forma espontânea, algumas regras emitidas pelo órgão não foram seguidas. Continuando, a Ambev diz que está comprometida com o consumo responsável de bebidas alcoólicas, dando um novo contexto virtual e reforçando as regras que devem ser seguidas.

Siga a página Famosos
Seguir
Siga a página Fofocas
Seguir
Siga a página Polícia
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!