Monique Evans relatou durante entrevista para o colunista do UOL, Leo Dias, como foi se descobrir gay aos 57 anos. Vale lembrar que atualmente a loira segue casada com a DJ Cacá Werneck, com quem está há cerca de seis anos. Monique conta que quando começou a gostar de Cacá lhe questionava se estava “ensapatando”. “Que coisa mais esquisita!”, dizia ela na época.

Ainda naquela ocasião, Monique Evans conta que mantinha diversos questionamentos em sua cabeça, como por exemplo, como era beijar uma boca de batom, mas seguia repetindo pra si mesma: “gosto de homem”. No entanto, as dúvidas não paravam e ela se questionava como seria gostar de uma pessoa do mesmo sexo.

“Mas foi muito forte”, confessou Monique Evans.

Primeira vez na relação lésbica

Ainda em sua entrevista com Leo Dias, Monique ainda relatou como foi manter seu primeiro relacionamento intimo com uma Mulher, no caso Cacá. Na época, a loira conta ter pedido para que sua companheira fosse devagar, porque ela nunca havia tido uma mulher em sua vida. “Não sei fazer nada”, disse Evans na época. Diante disso, a modelo conta que ela e sua atual esposa viveram um período de aprendizagem e confessa que tudo que Cacá fazia: “imitava e fazia nela”.

Ícone de beleza

Vale ressaltar que Monique Evans se tornou um ícone de beleza nos anos 1980. Na época, a loira iniciou sua carreira nas passarelas junto com outros grandes nomes, como Xuxa e Luiza Brunet, e se tornou um dos mais Famosos símbolos sexuais.

Além disso, com seu jeito espontâneo e humor debochado, Monique Evans também transgrediu regras e fez uma grande história no mundo da televisão.

Monique Evans relata depressão

Na quarta-feira (1), Monique Evans relatou através de seu Instagram um problema de saúde que sofreu por conta do envelhecimento. A modelo conta ter tido depressão por causa da idade e chegou, inclusive, a mostrar na rede social os fios brancos, que só não estão pintados ainda devido ao isolamento social provocado pela pandemia do novo coronavírus.

Em seu desabafo, a loira confessa ter muitas pessoas no Instagram, que lhe chama de gorda, mas confessa adorar sua gordura. “Sou feia, mas adoro”. Para a modelo, quem fala muito sobre um determinado assunto, é porque se sente mal com aquilo. Contudo, Monique ressalta não ser algo que não lhe deixa chateada.

Em seguida, a mãe de Bárbara Evans também diz que as críticas que recebe sobre o corpo já lhe deixaram bastante chateada e até com depressão no passado, mas hoje em dia ela ressalta: “aceitei”.

Ainda ao falar sobre o assunto, Monique Evans ainda afirma que “a gente tem que aceitar a nossa idade”. A loira conta ainda que sua esposa têm 35 anos, e lhe ama da forma que ela é. “Não vou melhorar”, disse a loira.

Siga a página Famosos
Seguir
Siga a página Mulher
Seguir
Siga a página LGBT
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!