O pai de Felipe Prior, Edmir Prior, decidiu se pronunciar sobre a polêmica que tomou a web nesta sexta-feira (3), que são as acusações de supostos abusos cometidos pelo seu filho e publicadas pela revista Marie Claire.

Edmir Prior se posiciona

O pai de Prior foi procurada pela revista Quem para opinar sobre a polêmica em torno do nome de seu filho, eliminado nesta terça-feira (31) com 56% dos votos. Ele ressaltou que ainda não há nada para falar sobre esse assunto, pois Felipe Prior ainda não foi intimado, ressaltando que não tem nada para falar: "não estou sabendo".

Pai de Prior diz não ter recebido intimação

Segundo a publicação, o pai de Prior teria sido questionado se ele poderia garantir que as acusações não eram verdadeiras, ao que ele respondeu que não poderia garantir nada em relação às acusações, pois para os familiares de Prior, estas acusações, o que ele nomeou de 'isto', não diziam nada para ele. "Não garanto nada quanto as acusações porque para nós familiares isso não diz nada", disse. A figura paterna de Prior ainda ressaltou que eles nunca haviam recebido intimação ou qualquer manifestação legal relacionada a este assunto, e que, então só poderá falar sobre o tema quando receberem a intimação judicial.

Edmir ainda ressalta que não chegou a ler a matéria publicada pela Marie Claire, mas que ficou sabendo sobre denúncias por meio da repercussão que o assunto tomou na internet.

O pai de Prior ainda acrescentou que desde que entrou no 'Big Brother Brasil', o seu filho estaria, na sua opinião, sofrendo calúnias parecidas com esta. Segundo o pai do brother, as pessoas fazem isso com o intuito de acabar com a imagem dele.

Acusações contra Prior

Nesta sexta-feira (3), a revista Marie Claire afirmou que Felipe Prior foi acusado de ter abusado sexualmente de duas mulheres e de ter tentado abudar de outra.

A matéria trazia dados e um documento oficial que teria sido protocolado por duas advogadas, Maira Pinheiro e Juliana de Almeida, que representam estas três mulheres.

Os casos relatados teriam acontecido entre 2014 e 2018, nos jogos universitários da InterFau. A publicação acusou Prior de ter agido de maneira violenta nestas situações, além de ter detalhado os supostos abusos sofridos pelas mulheres.

Nas duas situações dos supostos abusos, as mulheres estariam embriagadas, sem a possibilidade de se defenderem das investidas do arquiteto, mas ambas relataram terem verbalizado que não estariam interessadas em uma relação íntima com Prior.

Antes do brother aparecer em rede nacional pelo 'Big Brother Brasil', nem a faculdade, as supostas vítimas ou a InterFAU teriam se pronunciado sobre o assunto ou feito qualquer queixa formal. Em janeiro deste ano o assunto começou a ser repercutido nas redes sociais, e as denúncias foram feitas em 17 de março deste ano.

Siga a página Famosos
Seguir
Siga a página Fofocas
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!