A atriz Regina Duarte, que foi empossada há cerca de dois meses no cargo de secretária especial de Cultura pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, já está vendo o seu cargo ser ameaçado. Nesta última terça-feira (5), a repórter e comentarista Andréia Sadi explicava a respeito da crise de relacionamento vivida entre a atriz e o presidente brasileiro no "Estúdio I", da GloboNews, quando no mesmo momento a apresentadora Maria Beltrão resolveu fazer uma comparação entre o Governo de Bolsonaro com o programa "Big Brother Brasil". O comentário feito pela apresentadora foi em relação ao fato de que o programa toda semana conta com um eliminado, por isso o comparativo com o governo de Bolsonaro.

A recondução de Dante Henrique Mantovani à presidência da Funarte (Fundação Nacional de Artes) pelo presidente Jair Bolsonaro deixou Regina Duarte bastante surpresa. A secretária havia exonerado Mantovani de seu cargo em março deste ano, isso porque o mesmo foi criticado após ter dado uma declaração onde dizia que o rock ativava a droga, e que a droga era responsável por ativar o sexo, e que com isso também se tornava ativa a indústria do aborto, que alimentaria uma coisa muito mais pesada, disparando em seguida que tudo culminaria no "satanismo".

Logo pelo início da noite, uma portaria que foi publicada em uma edição extra do Diário Oficial da União tornou sem efeito a nomeação que foi feita de Mantovani. Agora uma reunião entre Bolsonaro e Regina foi marcada para acontecer nesta quarta-feira (6).

Diante disto, no Estúdio I, Andréia Sadi explicava a respeito de como está atualmente a relação da atriz com o presidente. A jornalista então declarou que Regina havia sido surpreendida pelo presidente ao ver a indicação de Mantovani, mas que agora tem-se uma expectativa de conversa com Bolsonaro a respeito da situação. Ainda foi questionado pela apresentadora se a secretária iria sair de seu cargo, e que o que se sabe até o momento é que ela é o alvo da vez.

'Big Brother Brasil'

Maria Beltrão então comparou a situação com o programa "Big Brother Brasil" e apontou que parecia com abertura do programa onde as pessoas iam sumindo, em seguida a apresentadora cantou um trecho da música de abertura do programa. Andréia Sadi continuou sua análise após o comentário e comentou que quem fica no cargo é quem concorda, e para se sobreviver ao governo de Bolsonaro você não precisa necessariamente fazer o certo, mas você precisa concordar, e se você não concorda, você precisa pedir para sair.

A comentarista ainda opinou a respeito do caso pontuando que Regina veio como sendo uma espécie de promessa de esperança, e que não está conseguindo trabalhar em seu cargo. Já para o presidente, ela ressalta que a atriz não está conseguindo trabalhar porque ela não está fazendo o que o presidente quer que ela faça, e ressaltou ainda que a atriz não deve estar querendo nomear quem Bolsonaro queria que ela nomeasse.

Siga a página Famosos
Seguir
Siga a página Jair Bolsonaro
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!