Ainda na última segunda-feira (4), a jornalista Sônia Bridi acabou rebatendo o comentário de uma internauta, que fez um pedido bastante inusitado à Rede Globo.

Sônia chegou a ser responsável por uma reportagem no "Fantástico" que abordava as possibilidades de transmissão do novo coronavírus e recebeu como comentário de uma internauta que a emissora deviera mostrar os “hospitais vazios” do Brasil durante a crise.

É possível afirmar que o comentário foi deixado no perfil da jornalista no Instagram. Na ocasião, Sônia chegou a compartilhar um trecho da reportagem exibida no último domingo (3).

Na legenda, a comunicadora questionava a possibilidade de transmissão do coronavírus pelo ar e citava alguns pesquisadores chineses que reuniram técnicas de investigação criminal, aliadas com ciência, para descobrir se isso era uma possibilidade real de disseminação da doença.

Até então, acredita-se que o contato físico é a principal maneira de contágio.

Mostra-se válido pontuar que a reportagem feita por Sônia Birdi chegava a citar os estudos realizados na China e tomava-os como base. Apesar de todos os fatos citados, uma internauta chegou a fazer um questionamento bastante descabido a respeito do conteúdo da matéria e recebeu uma resposta a altura por parte da jornalista.

Em seu comentário, a mulher em questão chegou a questionar se não seria melhor que Globo começasse a falar sobre os “hospitais vazios” e também sobre as pessoas que já foram curadas da doença em questão. Além disso, citando teorias conspiratórias sobre as origens da doença, a internauta chegou a afirmar que o coronavírus foi criado na China.

Não demorou muito para que a jornalista respondesse a essa afirmação, destacando que o material compartilhado por ela se tratava de uma reportagem e não de um filme de ficção científica, no qual a imaginação da internauta em questão poderia desempenhar um papel.

Ocupação dos leitos hospitalares é superior a 70%

Ainda na última sexta-feira (1º), a ocupação dos leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTI) os hospitais brasileiros, relativa aos pacientes de Covid-19, já superava a marca dos 70% em pelo menos seis estados do Brasil.

Segundo informações do site UOL, essa situação foi registrada no Amazonas, em Pernambuco, no Rio de Janeiro, no Espírito Santo, no Pará e também no Ceará.

Além disso, no Rio de Janeiro e em Pernambuco a situação se tornava ainda mais alarmante, visto que a taxa em questão já ultrapassava 90% de acordo com especialistas.

Devido aos avanços que a doença tem apresentado no território nacional, alguns governos passaram a levantar hospitais de campanha como forma de aumentar o número de vagas na rede pública de saúde.

De acordo com a opinião de profissionais da saúde e também de gestores, a pandemia ainda não atingiu o seu pico no Brasil e isso deve fazer com que a pressão nos hospitais se torne ainda mais intensa.

Siga a página Coronavirus
Seguir
Siga a página Famosos
Seguir
Siga a página Televisão
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!