Muitos artistas antigos fazem parte da história da televisão brasileira e marcaram a carreira ao trabalhar em grandes tramas. O ator Leonardo Villar é um desses artistas que deixaram seu nome registrado em grandes obras e será sempre lembrado pelos telespectadores.

Ator Leonardo Villar morre em São Paulo

Aos 96 anos, Villar foi levado na última quinta-feira (2) para uma unidade hospitalar da cidade de São Paulo após passar mal na noite anterior em sua casa. Na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) o artista não resistiu a uma parada cardíaca e foi a óbito na manhã de sexta (3).

Apesar da idade, o ator estava lúcido e se recuperando de uma cirurgia que realizou no fêmur há cerca de um mês. As informações sobre o falecimento de Villar foram confirmadas por familiares do artista, que informaram ainda que o corpo do ator seria cremado, seguindo uma vontade do próprio.

Devido à pandemia do novo coronavírus, a família disse que não haverá velório, evitando assim aglomeração de pessoas.

Carreira do artista Leonardo Villar

Leonildo Motta, que adotou o nome artístico de Leonardo Villar, nasceu na cidade de Piracicaba, interior de São Paulo, no dia 25 de julho de 1923. Em sua carreira o ator ganhou projeção nacional ao interpretar o personagem Zé do Burro, no filme "O Pagador de Promessas", de 1962. A obra foi indicado ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro no ano seguinte e ainda ganhou a Palma de Ouro no Festival de Cannes.

Entre os filmes que marcaram sua carreira, está também "Lampião e o Rei do Cangaço", e 1964. A trajetória do ator conta ainda com participação em grandes obras do teatro brasileiro, ao lado nomes consagrados nos palcos como Bibi Ferreira, Sérgio Cardoso e Nelson Rodrigues.

Além de muitas peças teatrais no currículo, Villar também ficou muito conhecido por seu trabalho na televisão. Ele trabalhou em mais de 30 novelas, incluindo tramas famosas como "Estúpido Cupido", no ano de 1976, "Barriga de Aluguel", no ano de 1990, e "Laços de Família", que foi ao ar no ano de 2000.

Nesta última ele interpretou Pascoal, um intelectual que era revisor de livros para Miguel (Tony Ramos) e pai de Capitu, interpretada por Giovanna Antonelli, uma garota de programa que usava o dinheiro do trabalho para sustentar os pais. A última novela que Villar participou na televisão foi "Passione", em 2010.

No ano de 1972 o artista foi convocado às pressas para substituir o ator Sérgio Cardoso, que faleceu com 47 anos de idade após sofrer um ataque no coração. Cardoso fazia a novela "O Primeiro Amor", da Rede Globo de Televisão, e morreu quando faltavam 28 capítulos para o final da trama.

Siga a página Famosos
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!