Xuxa Meneghel comentou nas redes sociais sobre o barraco do Leblon, que repercutiu na web no último fim de semana. Em um vídeo, que anda circulando na web, é possível ver duas mulheres causando de biquíni em um carro conversível no Leblon, um dos bairros mais nobres da zona sul do Rio de Janeiro. Nas imagens é possível ver o momento em que a cliente de um restaurante ateia garrafas contra as duas moças e uma delas revida dando socos na mulher. Depois de agredir a cliente, a moça volta ao carro, mas antes de o veículo deixar o local, a moça tem a parte de cima do biquíni arrancada por um homem presente no local.

Ao comentar o episódio nas redes sociais, Xuxa afirmou que “o cara é um panaca” e a cliente do restaurante é “invejosa”. Meneghel diz ainda que a mulher que atirou as garrafas no veículo e “levou um tapa na cara, deveria ter levado dois [tapas]”. Xuxa diz que sua mãe a ensinou que “violência gera violência”, por isso, a apresentadora diz que, quando não se bate em ninguém, “também não leva”.

A loira ainda defende a moça do veículo dizendo que ela “estava na dela”. Por fim, Xuxa diz achar que “a mulher do bar aprendeu”, e questiona: “não é não!?”. O comentário foi deixado pela famosa em uma publicação sobre o assunto feita pelo colunista Leo Dias no Instagram.

Cliente publica vídeo e apaga

Após o barraco repercutir na web, a arquiteta Aline Araújo, cliente do bar e que arremessou as garrafas contra as duas moças, relatou o ocorrido nas redes sociais.

Ao relatar o que havia acontecido, Aline chegou a se referias as mulheres do carro como “moças da vida” que, segundo ela, “estavam sendo pagas para fazer aquilo”. Além disso, a arquiteta afirmou ainda que Sheila, uma das mulheres que desceu do carro para lhe agredir, estava “drogada”.

Depois disso, as moças também gravaram vídeos contando suas versões do ocorrido e, ao perceber que pode sofrer um processo judicial pelo que fez contra as moças, Araújo decidiu deletar das redes sociais os vídeos onde difamou as duas.

Motorista do conversível se pronuncia

Além das três mulheres, o engenheiro Wilton Vacari, que nas imagens aparece dirigindo o veículo, também comentou sobre o caso e afirmou que vai processar Aline. Vacari diz que estava dirigindo o veículo com duas amigas, mas no vídeo Aline afirmou que ele estaria pagando as moças. “Não pago mulher”, afirmou o motorista, ressaltando que suas amigas trabalham “e se sustentam”.

E mais, Wilton diz ainda ser “engenheiro da Petrobras concursado” e, ressaltando que o vídeo tem circulado em grupos do seu trabalho, ele afirma: “mancha minha imagem perante a minha empresa”. Por isso, Vacari afirma que irá processar Aline Araújo pelas declarações feitas pela arquiteta.

Siga a página Famosos
Seguir
Siga a página Fofocas
Seguir
Siga a página Xuxa
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!