Neste último domingo (18), o goleiro Bruno, que ficou conhecido nacionalmente ao ser condenado pelo assassinato da modelo Eliza Samudio, em 2010, foi internado as pressas em um hospital com a suspeita de intoxicação alimentar.

Goleiro Bruno tem intoxicação alimentar

Não só Bruno, como toda a delegação do Rio Branco-AC acabou passando mal após terem compartilhado um jantar. Toda a equipe do time de futebol em que o goleiro Bruno joga está hospedada em um hotel em Bragança, cidade do interior do Pará. Após o jantar que teria intoxicado grande parte dos jogadores do Rio Branco, quatro dos jogadores do time teriam precisado de atendimento em um hospital.

Dentre estes quatro jogadores estaria Bruno, que teve o seu caso agravado e precisou de atendimento. Todo o time do Rio Branco-AC se encontrava em Bragança para disputar uma partida contra o Bragantino-PA, ainda neste último domingo (18), pela série D do Campeonato Brasileiro.

Jogo com goleiro Bruno foi adiado para esta segunda-feira

Após a repercussão do caso, o presidente do Rio Branco, Valdemar Neto, se pronunciou sobre o assunto e pediu que a partida deste domingo (18) fosse cancelada e adiada para uma outra data para que os jogadores do time pudessem se recuperar e o time não ficasse desfalcado com a ausência de quatro jogadores que se encontravam em estado grave –ressaltando que os atletas não teriam a menor possibilidade de entrar em campo e disputar a série D.

Até às 14h da tarde deste domingo (18), a CBF não havia ainda se pronunciado sobre o assunto e não havia respondido à solicitação de Valdemar Neto, entretanto, uma hora após a solicitação ele confirmou que a solicitação seria concedida e que o jogo seria transferido para esta segunda-feira (19), às 15h, no horário de Brasília.

Mesmo que o estado do goleiro Bruno fosse grave, o atleta logo teve alta e diversos funcionários do hospital quiseram tirar fotos com o goleiro do Rio Branco-AC.

Condenação do goleiro Bruno e caso Eliza Samudio

O nome de Bruno se tornou conhecido na mídia brasileira após a morte da modelo Eliza Samudio, em 2010. Os dois eram supostamente envolvidos romanticamente e eles teriam se desentendido desde o momento que ela engravidou do atleta –mesmo após tantos anos, o atleta ainda contesta a paternidade do garoto.

Em entrevista recente para Roberto Cabrini, que era até então jornalista do SBT, Bruno ressaltou que gostaria de fazer um exame de DNA.

A modelo foi assassinada e na época Bruno foi apontada como o suspeito de ser o mandante do crime. O rapaz foi condenado pela morte da modelo a uma pena de vinte anos e nove meses de prisão. O goleiro cumpriu a pena em regime fechado durante anos e atualmente recebeu a liberação para jogar em times de futebol, pois cumpre pena no semiaberto.

Na época de sua contratação, o time sofreu duras críticas de alguns internautas, entretanto, outros apoiavam que o goleiro tivesse a chance de recomeçar após tudo o que aconteceu.

Siga a página Famosos
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!