Karol Conká vem se envolvendo em uma série de polêmicas no "BBB21" e, por isso, já chegou a ser 'cancelada' por muitos internautas. Nas redes sociais já falam até que ela será cancelada no primeiro paredão que enfrentar.

A cantora já foi criticada por fazer com que Lucas Penteado fizesse sua refeição isolado dos demais participantes, ela já fez comentários pesados sobre uma colega de confinamento e neste domingo fez um comentário sobre Michael Jackson que revoltou os fãs do ídolo pop.

A sister comentou a respeito dos abusos que Michael sofreu quando criança e depois falou do 'preconceito' que teria levado o cantor a querer "ficar bem branquinho", apontando para Fiuk, comparando o tom de pele do astro do pop com o brother.

"Teve vitiligo, foi emocional", disse Karol ConKá, que logo foi rebatida nas redes sociais pelos internautas.

De acordo com a cantora o astro pop queria é ficar 'igual o Fiuk', mas acabou ficando feio, pois antes era lindo e acabou com a pele branca. Fiuk entrou na conversa e comentou que isso seria algo estrutural e que até um dos maiores cantores do planeta teria sido influenciado pelo preconceito.

Em seguida, Karol afirmou que desde pequena teve orgulho por ser negra e contou que quando era criança fazia questão de ir à escola usando um moletom com a seguinte frase: 'Negro é lindo'. Mas muitos chegaram para ela e disseram que se negro fosse lindo realmente, Michael Jackson não teria feito um tratamento para ficar com a pele branca.

João Luiz Pedrosa, que acompanhava a conversa, lembrou que o cantor teve vitiligo, mas Conká foi logo discordando e disse que esse 'tipo de vitiligo' não existe e que ela nunca viu alguém ter algo assim, que atinge todo o corpo. O professor discordou e alegou que Michael apenas acelerou o processo, mas Conká afirmou que era mesmo emocional.

De acordo com o portal Notícias da TV, há vitiligo que atinge diversos níveis, sendo que no caso de Michael Jackson foi um tipo raro que é conhecido por universal, onde 75% do corpo da pessoa é atingido. Quando o cantor morreu, a autópsia confirmou isso.

Acusada de xenofobia

Nesta última sexta-feira, Karol Conká já havia sido criticada na web e acusada de xenofobia após tecer comentários a respeito da paraibana Juliette Freire.

É que alguns participantes do BBB21 acham estranha a forma como a paraibana fala e toca nos outros.

Karol foi conversar com Thaís e Sarah, então associou a forma de se comportar de Juliette com o lugar onde a sister nasceu e os internautas ficaram revoltados com isso.

A cantora chegou a dizer que esse jeito de falar de Juliette seria até comum no nordeste e em seguida afirmou que é de Curitiba, uma 'cidade muito reservadinha'.

Ela ainda explicou que apesar de viajar pelo mundo todo, tem seus costumes, tem educação na hora de falar e que apesar de seu jeito brincalhão, não falta o respeito com as pessoas nem fica pegando nelas o tempo todo.

Siga a página Famosos
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!