O sertanejo Gusttavo Lima mostrou que está preocupado com a crise que assola Manaus, no Amazonas. O local enfrenta uma crise na Saúde, gerada pela falta de oxigênio para pacientes acometidos com Covid-19. Diversos Famosos se manifestaram em solidariedade à situação e Gusttavo Lima é um deles.

O sertanejo compartilhou com os seguidores nos Stories de seu Instagram na tarde desta sexta-feira (15), que estava enviando cilindros para Manaus. Na imagem que foi postada, é possível ver uma grande quantidade de cilindros que serão destinados ao município. Segundo informações do colunista Leo Dias, são mais de cem cilindros que o conseguiu reunir para levar até o local.

Na legenda da publicação o cantor afirmou para Manaus ficar tranquila que mais cilindros estavam a caminho. “O oxigênio está a caminho, Manaus. Tudo sendo preparado”, disse.

Empresária mostra mais de 150 cilindros doados por Gusttavo Lima a Manaus

Antes do sertanejo compartilhar a doação nas redes sociais, a empresária Bete de Dezembro compartilhou uma imagem que mostrava 150 cilindros que seriam doados pelo ex- de Andressa Suita. A empresária informou que a previsão é que os insumos cheguem no sábado (16) até o local.

Além do cantor, outros famosos também se mobilizaram em favor da situação. O humorista Whidersson Nunes levantou uma corrente do bem no Twitter nesta quinta-feira (14) a fim de pedir a ajuda de cantores e artistas para ajudarem a capital do Amazonas.

Dentre os famosos que aderiram à corrente do bem estão a campeã do “BBB20” Thelma Assis, a dupla sertaneja Jorge e Mateus, o humorista Mercelo Adnet, o influenciador digital Hugo Gloss, a apresentadora Sabrina Sato, o cantor Wesley Safadão, o escritor Paulo Coelho, o ex-BBB Pyong Lee, o humorista Paulo Vieira, entre outros.

Famosos e políticos se manifestam sobre a crise

Diversos famosos e políticos se manifestaram sobre a crise em Manaus. Alguns criticaram o “negaciosnismo do governo” diante da situação e algumas medidas tomadas durante a crise. O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, foi um dos políticos que criticou o governo. Ele afirmou que toda esta situação e a demora em inciar a vacinação no Brasil são frutos de uma agenda negacionista preconizada pelo governo durante este período de crise na saúde.

O apresentador Luciano Huck também mencionou que o negacionismo mata e que o ministério da Saúde deveria advertir acerca disso.

Outros famosos como Marcelo Adnet e a apresentadora Fátima Bernardes também se manifestaram acerca da situação. A apresentadora, que foi diagnosticada com câncer de útero recentemente, questionou, em tom irônico, até que ponto o Brasil chegou e onde iríamos parar.

As cantoras Lexa, Ludmilla e Paula Fernandes pediram oxigênio para o local, e tantas outras personalidades também aderiram à hastag no Twitter.

Siga a página Famosos
Seguir
Siga a página Saúde
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!