Um #Crime recente acabou levando os debates em torno do perigoso #Viral da internet para Avaré, uma cidade com menos de 100 mil habitantes, no interior do estado de São Paulo, quando, na manhã quinta-feira (27), o adolescente M.D.O.B., de apenas 17 anos, assaltou uma loja de roupas para cumprir um desafia do jogo #Baleia Azul.

De acordo com um site de notícias locais, o Avaré Urgente, o jovem rendeu os funcionários do estabelecimento com uma faca, anunciou o assalto e então os trancou em um depósito.

A Polícia Militar foi chamada e rendeu o garoto que, levado até a Delegacia, afirmou que estava jogando Baleia Azul e cometer o crime estava entre os desafios que ele deveria cumprir.

Publicidade
Publicidade

Ele permanece apreendido, à disposição da Justiça.

Baleia Azul: jogo mortal

Desafios virtuais têm se tornado populares desde que surgiram as primeiras redes sociais. Porém, as simples brincadeiras evoluíram de uma forma que vem preocupando e causando grandes problemas a saúde mental e física de seus participantes no mundo inteiro.

Quem não se lembra das meninas que fizeram graves machucados na boca com o desafio da boca no copo, ou dos jovens que entraram em coma alcóolico no desafio de virar uma garrafa inteira de bebida?

E neste ano, um novo jogo surgiu, trazendo não apenas um desafio perigoso, mas 50, sendo a maioria de alto risco aos participantes ou a terceiros.

Até o momento, a suspeita é que o jogo tenha surgido na Rússia, onde já teria feito ao menos 130 vítimas fatais, que tiraram a própria vida, influenciadas pelo jogo.

Publicidade

De acordo com o divulgado até o momento, ao entrar na brincadeira mortal, os jovens passam muitas informações pessoais, que são usadas como forma de chantageá-los a cumprir os mais diferentes tipos de desafios.

No Brasil, acredita-se que três jovens já teriam se suicidado por causa do Baleia Azul, mas não há confirmação oficial sobre essas mortes. Para evitar que surjam novas vítimas, autoridades pedem para que pais e tutores fiquem atentos a mudanças de comportamento apresentadas pelos filhos.

O tema motivou até um dos youtubers mais famosos do Brasil, Felipe Neto, a falar sobre a relação do jogo com a depressão. No vídeo, que já ultrapassou seis milhões de visualizações, Neto, que foi diagnosticado com depressão, fala que o jogo é uma espécie de gatilho, que leva a uma triste consequência da doença, o suicídio.