O Dia Nacional do Livro, nesta quinta-feira, 29, também celebrou o aniversário da Biblioteca Nacional do Brasil, localizada no Rio de Janeiro - 205 anos de história. A maior biblioteca da América Latina foi fundada em 1810 pela coroa portuguesa e está ainda hoje de portas abertas para receber a população carioca.

Surgindo das cinzas

Por ocasião da mudança da família real portuguesa para o Brasil, o acervo da Real Biblioteca em Lisboa, que resistiu a um grande incêndio em 1755, foi trazido para a colônia. Ele continha sessenta mil peças, entre #Livros, manuscritos, mapas, estampas, moedas e medalhas. Em 29 de outubro de 1810, o Príncipe Regente assinou um decreto determinando a construção do edifício no lugar que havia servido de catacumbas para os religiosos do Carmo.

Publicidade
Publicidade

A data do decreto é considerada oficialmente como a fundação da Biblioteca, apesar de ter sido aberta ao público somente em 1814.

Tornando-se brasileira

Com a proclamação da Independência por D. Pedro I, em 1822, a biblioteca passou a ser propriedade do Império do Brasil. A compra foi realizada através do Tratado de Amizade e Aliança firmado entre Brasil e Portugal em 29 de agosto de 1825. Todo o acervo foi mantido na ex-colônia e a Real Biblioteca passou a se chamar Biblioteca Imperial e Pública da Corte.

Crescimento do acervo

A história da Biblioteca se mistura com a história do livro no Brasil. Após o fim da censura e do monopólio de publicações pela Corte Real em fevereiro de 1821, diversas publicações surgiram e cada uma deveria ter uma cópia doada à Biblioteca. Em 1984, junto com o Instituto Nacional do Livro, passou a constituir a Fundação Nacional Pró-Leitura.

Publicidade

Em 1990 a Biblioteca Nacional, com sua biblioteca subordinada, a Euclides da Cunha, do Rio de Janeiro, e o Instituto Nacional do Livro, com sua Biblioteca Demonstrativa, de Brasília, passaram a constituir a Fundação Biblioteca Nacional (FBN).

O manuscrito mais antigo

Datado do século XI, o manuscrito contém 220 fólios dos quatros Evangelhos, com exceção dos primeiros dezessete versos do Evangelho de Mateus. Escrito em grego, é um representante do texto-tipo Bizantino e é o mais antigo manuscrito do Novo Testamento da América Latina.

Sede atual

Em 15 de agosto de 1905, devido à necessidade de um espaço que atendesse as necessidades do grande acervo, foi iniciada a construção da sede atual, inaugurada em 29 de outubro de 1910. O edifício da Biblioteca Nacional, cujo projeto é assinado pelo engenheiro Sousa Aguiar, tem um estilo eclético, no qual se misturam elementos neoclássicos e art nouveau, e contém ornamentos de artistas como Eliseu Visconti, os irmãos Henrique e Rodolfo Bernardelli, além de Rodolfo Amoedo. 

A Biblioteca Nacional está situada na praça da Cinelândia, no centro do Rio de Janeiro, compondo com o Museu Nacional de Belas Artes e o Teatro Municipal um conjunto arquitetônico e cultural de grande valor. #Rio Cultura #Arte