No mundo contemporâneo, mal percebemos a velocidade com que o tempo passa e principalmente o que estamos fazendo com ele. Muitas pessoas, neste processo, vivem a vida como se estivessem em algum modo automático, sem parar para refletir ou pensar sobre o que estão fazendo delas próprias.

Quando nos referimos aos estudos, isto também acontece cotidianamente. Por que, para que e para quem estudamos? Sem dúvidas é uma pergunta que raramente fazemos a nós e, por conseguinte, estudamos por estudar, sem ter um #objetivo claro a ser atingido, exceto o da aprovação no vestibular ou o da vaga profissional no concurso público.

Viver no piloto automático é perigoso e requer um bom freio de vez em quando.

Publicidade
Publicidade

Principalmente quando diz respeito às nossas escolhas profissionais; o que queremos ser ou fazer no futuro, dependerá muito da boa #escolha que fizermos aqui hoje.

Neste breve artigo, refletiremos sobre qual profissão, carreira ou missão de vida desejamos ter para que o estudo, por sua vez, seja um meio pelo qual alcancemos tais objetivos, e não um fim nele mesmo.

Definindo um objetivo

A escolha profissional de um curso superior, é peça mais que fundamental para termos sucesso nos #estudos. Fazer algo que não se gosta, só por benefícios rentáveis ou pelo status social, acaba trazendo infelicidade e nos desmotivando ao longo prazo.

Muitas vezes estudamos arduamente sem definir ou saber muito bem qual objetivo queremos atingir com tal esforço, ou ainda mais grave, colocamos a nossa felicidade nos benefícios materiais que os estudos proporcionarão no futuro, sem avaliar e refletir que a felicidade está no processo em si e não em seu fim.

Publicidade

Conhecer a nós mesmos e saber o que nos causa prazer é ponto chave para uma boa escolha profissional. Adotar um curso superior ou uma profissão apenas pelo status ou pelo dinheiro é tiro certeiro para uma vida frustrada.

Dando significado aos estudos

É aqui que devemos começar a pensar para além de nós mesmos. Quando escolhemos uma profissão ou um curso superior, estamos acima de tudo optando por um caminho que afetará muitas pessoas de determinada maneira.

O trabalho que exercemos será sempre destinado a alguém. Por mais indireto que este trabalho seja, sempre estará afetando uma outra pessoa. Portanto, ao invés de pensarmos só na aprovação do vestibular, em tirar boas notas ou passar num concurso público, pensemos também no para quem estamos estudando; de que forma a nossa profissão pode ajudar as pessoas.

Não é o objetivo pessoal, apenas, que deve imperar. Fazer o que se ama está justamente no fato de fazer algo que, além de nos causar prazer, também cause felicidade no próximo.

Estudar por estudar, como um fim nele mesmo, é um ato em vão e sem sentido. Mas saber porque, para que e para quem se estuda, tornam tais ações motivo para se aprender cada vez mais.