Se literalmente traduzida, a palavra grega 'filosofia' deve ser entendida como "amor à sabedoria", onde há o processo da busca do conhecimento voltado à origem ou existência da humanidade, sobre o que é a verdade absoluta ou o que são os princípios e valores estéticos e morais, bem como, do entendimento do que é mente e de como funciona a linguagem entre as pessoas.

O indivíduo que busca o autoconhecimento, sem idéias pré-concebidas, somente sendo direcionando pela realidade que o cerca e pela curiosidade, é chamado de filósofo. 

E em questão de filosofia e filósofos, os gregos novamente são imbatíveis, uma vez, que o legado dos postulados, pensamentos e raciocínios filosóficos desses gregos da Grécia Antiga, influenciam a todas as sociedades até os dias atuais, sendo que não pode deixar de ser lembrado, comentado e estudado.

Publicidade
Publicidade

Um desses principais representantes helenistas foi Aristóteles, nascido na região de Estagira em 384 a.C e morreu na data de 322 a.C. em Chalcis, Evia. Vale ressaltar que os trabalhos de Aristóteles são muito representativos não só para a Grécia, mas para o mundo contemporâneo.

O filósofo foi aluno de ninguém menos do que Platão; por sua vez, foi o tutor ou uma espécie de mestre de Alexandre, o Grande, rei da Macedônia, que conquistou todo o mundo conhecido da época. Aristóteles marcou o seu tempo ao desenvolver escritos direcionados aos temas da física, drama, poesia, retórica, temas políticos, zoologia, biologia, entre outros estudos. 

O que é mais significativo e importante aos amantes da Grécia e aos simpatizantes da filosofia e #História, é que arqueólogos gregos que trabalham em Estagira, no centro da Macedônia, afirmaram, dias atrás, terem finalmente encontrado o que pode ser considerado o túmulo do filósofo grego Aristóteles.

Publicidade

 

O arqueólogo chefe da equipe, Kostas Sismanidis, fez questão de anunciar oficialmente foi que, de acordo com as escavações iniciadas no ano de 1996, o túmulo de fato é de Aristóteles, pois foram catalogadas conclusões de sobra para isso.

Anteriormente os pesquisadores acreditavam que o filósofo tinha sido enterrado em Chalcis, mas a equipe de arqueologistas, agora diz estar convicta do local exato, até mesmo porque, de acordo com 2 fontes literárias, os conterrâneos de Aristóteles em Estagira, muito provavelmente, levaram as cinzas do grego ilustre para a sua terra natal. 

A tumba que possui uma abóboda arredondada e piso revestido de mármore, data do período helenístico, localizando-se no centro de Estagira, perto da Ágora (antigo local de comércio dos habitantes locais), tendo uma vista de 360 graus. Tudo indica que a tumba, ao ser construída isolada, isso lhe conferiu um caráter público ou aberta à visitação já naquela época. 

Maiores detalhes revelam que o topo da cúpula tem uma altura de 10 metros com um andar quadrado ao redor de uma torre da época bizantina.

Publicidade

Há ainda um caminho que conduz à entrada do túmulo destinado a todos aqueles que queriam conferir homenagens ao morto ali enterrado. Alguns outros objetos encontrados no local foram pedaços de cerâmica antigos e 50 moedas que eram dinheiro corrente da época do rei Alexandre, o grande. 

Não tem como negar, que a Grécia encanta o mundo não só pela sua beleza geográfica natural, sedução, mitologia que povoa o imaginário das pessoas, mas também pelo conhecimento milenar legado à humanidade pelos seus filhos ilustres. Viva a Grécia! #Curiosidades #Europa