Embora a macumba seja comum nas ruas e cemitérios do Brasil, um despacho feito na cidade de Paderno Dugnano (45 mil habitantes), na província de Milão, em 13 de julho, virou caso de polícia.

Apesar de frequente no nosso país, esse tipo de atividade é totalmente desconhecida dos italianos, que ficaram assustados ao notar uma típica macumba brasileira na rua Via Pietro Nenni, conforme informações dos jornais Milano Today, Blitz Quotidiano e Ilnotiziario – veja as manchetes.

Descrito pela imprensa como “um santuário para rituais religiosos ou mágicos”, o bizarro despacho, possivelmente obra de um brasileiro, além de duas galinhas, velas, charutos, duas vespas mortas, legumes e flores de plástico, contava também com a bebida mais famosa dos botecos ‘tupiniquins’, a intragável Cachaça 51, chamada de licor pela mídia daquele país.

Publicidade
Publicidade

Segundo o Blitz Quotidiano, as duas galinhas tiveram diferentes objetos inseridos em seu interior. Em uma ave foi encontrada velas, feijão, charuto e moedas. Na segunda, a polícia achou flores, frutas e cigarros. Ao lado dos animais, além de duas grandes vespas, havia o vinho espumante (possivelmente Cidra) e a garrafa de licor - entenda Cachaça 51.

Embora desconheçam os rituais afro-brasileiros, italianos suspeitam que o despacho tem objetivo de atrair dinheiro. Eles chegaram a essa conclusão devido as moedas inseridas nas galinhas.

A imprensa também avalia que a macumba é originária do Brasil. Ela chegou a essa hipótese após notar o popular “licor”, encontrado em qualquer bar de beira de estrada do nosso país.

Publicidade

“Provavelmente um ritual sul-americano, considerando o uso do licor brasileiro”, comenta o editor do Bliz Quotidiano.

Para evitar rumores de vandalismo, o jornal ressalta as características ritualísticas dos apetrechos expostos na rua do pequeno município italiano.

“Neste caso, cada objeto usado não parece ter sido escolhido aleatoriamente, mas seguindo um ritual mágico. Uma realidade ainda muito viva para aqueles que acreditam no oculto”, comenta a reportagem do Blitz.

Depois de retirar a sujeira da rua, a polícia disse que investigará o autor da ‘bagunça’. Ao contrário do Brasil, o sacrifício de animais em rituais religiosos é proibido na #Itália.

Ao que parece, a macumba não será suficiente para evitar uma possível punição do responsável pelo despacho, caso ele seja descoberto. Porém, a Cachaça 51 aumentou sua visibilidade sem gastar um centavo em propaganda. #Curiosidades #Viral