O fenômeno das abduções alienígenas [VIDEO] - quando alguém é levado à força para dentro de uma espaçonave -, apesar de controverso, é relatado há séculos. Embora existam cientistas que dedicam (e dedicaram) a carreira a estudar as supostas vítimas, como o psiquiatra John Edward Mack (1929-2004), que foi professor de Medicina na prestigiada Universidade de Harvard (Estados Unidos), o tema ainda é palco de ceticismo entre a maioria dos acadêmicos.

No entanto, pessoas continuam a descrever experiências a respeito do assunto.

Um jovem morador da Geórgia, país que faz divisa com a Rússia e a Turquia, contou ter sido sequestrado por extraterrestres.

Temendo ser considerado louco ou drogado, ele ocultou o nome e gravou o vídeo de costas para a câmera. Depois, enviou o depoimento a um canal do YouTube especializado no assunto. A declaração também foi reportada pelo jornal britânico Daily Star, no sábado (21 de abril).

“Muitas pessoas não vão acreditar em mim e vão me considerar louco, como alguém que está sob efeito de drogas, ou algo parecido. Essa é a razão pela qual eu não quero que meu rosto seja mostrado”, justifica.

Segundo o jovem, dois meses atrás ele foi à praia para relaxar, à noite. O local estava deserto. Ao andar com os pés na água notou uma luz. Ao reparar com atenção percebeu que ela brilhava no fundo do mar.

De repente, algo bizarro aconteceu: “E eu vi algo enorme [saindo] do mar”, fala.

Ao notar a peculiar estrutura com formato de disco voador, a vítima disse ter ficado perturbada com o evento. “Eu era forte, mas eu não conseguia nem respirar - fiquei sem palavras olhando para uma enorme e plana máquina de elipse”.

Após um curto período observando a espaçonave emergir do fundo do mar, ele recorda que fora atingido por uma luz que emanava dela. De acordo com o abduzido, ela o tirou do chão e o levou para dentro da estrutura.

No interior do objeto, lembra ter notado diversos detalhes. “Quando eu estava dentro dele, muitos gadgets e displays diferentes estavam lá. Eu notei fotos de tubarões e polvos. Eles estavam explorando e entendendo nossos oceanos", confidencia.

Depois de um curto intervalo de tempo na espaçonave, o rapaz salienta ter tido um encontro cara a cara com uma entidade extraterrestre popularmente conhecida entre os pesquisadores pelo nome Gray (Cinza).

“Uma criatura veio até mim. Era um alienígena, acredite em mim. Como você pode [ver] em séries de TV, filmes etc., com cabeça grande, olhos de elipse, cinza, alto. Ele estava olhando para mim com seus enormes olhos negros enquanto esperava por alguma reação ou palavra de mim. Eu estava sentado e estava com medo. Ele foi até a mesa, pegou um frasco e deu para mim. Entendi que era água. Eu não sabia em que língua falar com ele, mas a estranha criatura começou a falar comigo em inglês”, conta.

Ao ingerir o líquido, começou a tossir. Rapidamente percebeu se tratar de água do mar. Foi então que o suposto ET confidenciou que eles estão estudando os componentes dos oceanos. “Me disse que eles têm a missão de descobrir os ingredientes da água. Eu perguntei de qual planeta eles vieram. A resposta foi que eu não deveria saber esse tipo de informação”, lembra.

Depois da longa prosa com o ‘’amigo do outro mundo’’, o jovem foi devolvido ao local de origem. Ainda que exista a possibilidade de ele sofrer de alguma doença mental ou ter abusado das drogas, o rapaz não é o primeiro e nem será o último a alegar encontros desse tipo.

Talvez o próximo a vivenciar a experiência seja você...