Ao morrermos os bens materiais perdem a importância. É impossível levá-los para o “lado de lá” - caso exista o misterioso [VIDEO] “lado de lá”. Porém, o jovem milionário Sheron Sukhedo, 33 anos, do mercado imobiliário de Trinidad e Tobago, país caribenho próximo à Venezuela, acaba de “partir” da mesma forma como viveu: com glamour.

Assassinado [VIDEO] a tiros enquanto visitava os pais de sua esposa, o jovem foi velado na sexta-feira, 30 de março. Além de repousar pela última vez em caixão de ouro, a família o enfeitou com joias avaliadas em torno de 100 mil dólares (353 mil reais – cotação do dia), além de mergulhar seu corpo em champanhe Moet, cujo preço chega a atingir 499 no Brasil.

Para aquecer seus pés frios, a família colocou no caixão um par de botas Timberland – avaliado em torno de 1.800,00. Sukhedo, que deixa dois filhos órfãos e também trabalhava com vendas de carros usados, teve o corpo levado ao funeral em um Bentley, automóvel britânico cujo preço ultrapassa um milhão de reais.

Embora os parentes não tenham comentado se as joias foram destruídas com o cadáver (ele foi cremado), a imprensa especula a respeito.

“Acredita-se que suas joias tenham sido removidas antes de ser cremado”, comenta o jornal inglês Daily Mail.

Conforme o jornal local, o rapaz era envolvido com negócios obscuros e já havia sobrevivido a um atentado contra a própria vida.

“Em 2016, uma tentativa [de assassinato] foi feita, mas ele escapou. Sukhdeo também teria vários policiais em sua folha de pagamento e os usaria para manter seus inimigos afastados. Os membros da gangue muçulmana conheciam bem Sukhdeo e se tornaram seus guarda-costas. Ele ajudou um dos líderes de gangues muçulmanos a montar uma concessionária de carros em Laventille, que era financiada por lavadores de dinheiro e pelo cartel de drogas”, destaca o periódico Guardian, de Trindad e Yobago.

O jornal conta que ele e a esposa Rachel tinham contatos com famosos de Hollywood. “Ele viajou frequentemente para o exterior com sua esposa Rachael e em um post no Facebook, Rachel foi vista posando com a personalidade da televisão americana Kim Kardashian”.

Confira o vídeo do velório.

Fã de Pablo Escobar

Segundo a mídia local, em 11 de fevereiro Sukhdeo postou um meme com a imagem do traficante colombiano Pablo Escobar (1949-1993), a quem ele venerava. No post, escreveu uma conhecida frase do narcotraficante. "Eu posso substituir as coisas, mas nunca poderia substituir minha esposa e filhos".

Assim como Pablo Escobar, que gostava de ajudar os pobres, o jovem também fazia questão de imitar o narcotraficante e auxiliar moradores em dificuldades financeiras.

Até o momento as autoridades não identificaram os autores do crime.