Historicamente, o Carnaval é um feriado religioso que marca o início de um período de jejum sem carne até o domingo de Páscoa, intervalo de tempo esse conhecido como Quaresma. Sem datas certas no calendário Cristão, a terça-feira de carnaval é contada 47 dias antes da Páscoa. O primeiro dia da Quaresma é a quarta-feira de cinzas. Essa é a visão religiosa da data, porém, com o passar dos anos, o Carnaval no Brasil deixou de ser um movimento religioso para a maioria da população.

As festas de carnaval no Brasil são reconhecidas mundialmente. Um número consideravelmente grande de turistas de diversos lugares do mundo chegam ao País para alguns dias de muitas festas regadas a música e bebida. As cidades litorâneas são as mais procuradas pelos foliões, como são conhecidas as pessoas que gostam de curtir as festas de carnaval. Os destaques no Brasil ficam por conta de Salvador, Recife e Rio de Janeiro.

Começando no sábado e terminando apenas na quarta-feira de cinzas, ou na semana seguinte, como ocorre na Bahia, as festas de carnaval possuem diversos estilos diferentes, tendo opções para todos os estilos e gostos. O axé da Bahia, frevo de Pernambuco e samba do Rio de Janeiro carregam e agitam a maioria dos foliões.

Preferidos

O carnaval do Rio de Janeiro é considerado pelo Guinness Book o maior do mundo. A Riotur, Empresa de Turismo do Município do Rio de Janeiro, divulgou levantamento que no ano de 2014 foram 5 milhões de foliões nas ruas da Cidade Maravilhosa durante os dias de Carnaval. Uma tradição carioca que se espalhou pelo mundo são os desfiles das escolas de samba, evento famoso no mundo e considerado uma das atrações mais deslumbrantes da atualidade.

Um pouco diferente do carnaval do Rio de Janeiro, onde os gêneros musicais são mais ecléticos nos blocos de rua, em Salvador, na Bahia, o que predomina é o axé. As festas são agitadas pelos cantores e grupos do ritmo em cima dos famosos trios elétricos.

Já o carnaval de Recife tem no bloco Galo da Madrugada sua vertente mais famosa. Fundado em 1955, o Galo, como é conhecido, foi considerado pelo Guinness Book como o maior bloco de rua do mundo. No carnaval de 2015, a prefeitura de Recife estima que foram 2,5 milhões de foliões acompanhando a saída do bloco.