O meio evangélico é, sem dúvida, um grande reduto para quem tem o interesse de trilhar os caminhos da #Política.

Quando as igrejas se unem, são capazes de eleger prefeitos, vereadores, deputados e têm uma grande influência no voto presidencial. Foi assim em 2014, quando Marina Silva teve o voto quase que integral, vindo de bases religiosas.

Sabendo disso, alguns pastores e cantores gospel acabam tendo o interesse de colocar seu nome à disposição, para que sua comunidade o eleja a algum cargo público. 

Seja na câmara dos vereadores ou de deputados, não é incomum aquele cantor que está fazendo bastante sucesso, acabar enveredando por esse caminho.

Publicidade
Publicidade

Conheça agora  5 cantores gospel que lançaram seu nome para a política.

1 - Irmão Lázaro

Com uma carreira consolidada no meio gospel, o cantor decidiu, em 2014, ingressar para a carreira política. Apesar de já fazer bastante por sua comunidade, já que mantém, mesmo antes da política, um centro de reabilitação para viciados em drogas, o cantor se candidatou a #deputado federal, e foi eleito com uma expressiva votação. Membro do (PSC), Partido Social Cristão, Irmão Lázaro é um dos importantes membros da bancada evangélica em Brasília.

2 - Alvaro Tito

Com uma vasta história na música gospel, o cantor tentou, por diversas vezes, ingressar na política, mas ainda não conseguiu ser eleito. Em 2016, ele volta a colocar seu nome como candidato, desta vez a #vereador pelo Rio de Janeiro pelo PRTB.

3 - Lauriete

A cantora é esposa do senador Magno Malta, e foi deputada pelo PSC do Espírito Santo, em 2010.

Publicidade

Desempenhou  um importante papel na política.

4 - Marcos Antônio

Eleito em 2010 à câmara federal, Marcos Antônio representou os evangélicos pernambucanos até 2014. Por alguma razão, ele voltou a se candidatar nas eleições de 2014, mas por outro estado, a Paraíba, e acabou não obtendo a votação necessária para ser eleito.

5 - Célia Sakamoto

Célia Sakamoto teve uma carreira um pouco conturbada na política. Foi eleita, em 2012, vereadora da cidade de Itaí em São Paulo, e assumiu a presidência da câmara dos vereadores. Em 2013, ela assumiu a prefeitura com o afastamento do prefeito, porém, um ano depois, teve seu mandato cassado por supostas irregularidades.

Assista ao vídeo e confira a lista: