Há dez dias Alexandre Frota foi a Prefeitura Municipal de São Paulo para, junto com o advogado Júlio Casarin, entregar uma notificação extrajudicial cobrando explicações da prefeitura sobre a mulher que defecou em público e que é funcionária da secretaria de cultura do município.

O objetivo foi fazer tal notificação chegar às mãos de Fernando Haddad, prefeito de São Paulo, para que uma atitude seja tomada sobre o caso, pois Priscila é contratada da prefeitura municipal até 30 de novembro. Seu contrato tem valor total de cerca de R$17 mil, dividido em parcelas de R$2.200 e entrou em vigor justamente na semana que a 'artista' defecou na rua por livre e espontânea vontade.

Publicidade
Publicidade

E o pior: diante de uma câmera!

Alexandre e todas as pessoas indignadas com o caso, querem a demissão da 'professora', pois tal conduta não condiz com a postura de alguém contratada para ensinar, ainda que artes cênicas, em um órgão público.

Entendendo o caso

Após descobrir-se que a mesma atuava como orientadora de uma oficina teatral, a secretaria foi confrontada por jornalistas diversas vezes, mas o único posicionamento conferido foi o de que estaria coletando as imagens do ato repudiável de defecar em via pública como protesto, pasmem, 'artístico', e analisaria as mesmas para tomar as medidas necessárias, entretanto, nada mais foi falado à respeito.

Já faz um mês que Priscila deixou a sua arte em via pública e tornou-se uma pessoa conhecida, não pelo seu trabalho como atriz, mas pelo repúdio de homens e mulheres de todo o país.

Publicidade

O sentimento de inconformismo da população não é apenas por ter defecado na foto de Jair Boslonaro, mas pela conduta em si, pois ainda que a foto fosse da presidente afastada Dilma Rousseff, essa atitude jamais seria aplicável à uma pessoa que trabalha como professora, além de ser nojento e não fazer qualquer sentido.

Afrontar de tal maneira um político brasileiro é afrontar o Estado, pois querendo ou não, os deputados, senadores e cia, representam o Estado e o povo. Logo, comportamentos como esse devem ser punidos de maneira exemplar. Será que se o ato tivesse sido consumado em um poster do Lula a prefeitura de Haddad já teria tomado uma providência e emitido uma nota oficial para divulgar a decisão?

A atitude de Alexandre e a mídia

Sempre a frente de manifestações contra a corrupção, a favor do impeachment e favorável ao fim da lei Rouanet, Alexandre Frota fez mais um gol no placar da luta por um país melhor e creia, nenhum veículo de comunicação, além de um site de jornalismo independente de direita, falou sobre o assunto.

Publicidade

Isso torna-se ainda mais estranho, pois quando alguém decide tomar uma decisão contra um caso que teve repercussão nacional, parece que a imprensa quer esconder. Isso parece o caso do lutador de MMA que no último fim de semana homenageou Jair Bolsonaro e que toda a mídia tenta esconder as imagens, ou alguém viu imagens oficiais além de um vídeo feito com um celular que foi divulgado pelo lutador e por Bolsonaro?

Essa matéria será dividida em duas partes, pois além de ter mais fatos para serem acrescentados, talvez sirva de inspiração para aqueles pseudo-jornalistas sem criatividade que gostam de copiar pautas alheias, e assim quem sabe, colaborem para propagar essa excelente iniciativa (com suas próprias palavras, é claro).

Na matéria seguinte será conferido mais detalhes sobre a notificação.

Abaixo, segue um vídeo divulgado por Alexandre Frota em seu Facebook:

#Justiça #Comportamento #Protestos no Brasil