Mais um crime bárbaro cometido contra uma criança deixa a todos chocados. E quando a assassina tem apenas 16 anos, fica a pergunta: até onde vai a maldade humana e como a certeza da impunidade alimenta este tipo de crime?

Conforme noticiou o portal de notícias G1, uma adolescente de 16 anos, confessou ter estrangulado e matado seu vizinho, um garoto de 9 anos. O crime aconteceu na cidade de Candeias, região metropolitana de Salvador.

Entenda como aconteceu

Segundo o delegado responsável pelo caso, Marcos Laranjeira, titular da delegacia de Candeias, a intenção inicial da adolescente era de sequestrar o garoto de 9 anos e pedir o resgate de R$600,00 para comprar drogas.

A adolescente relatou, ao confessar o crime, que o menino soltava pipa na rua quando ela o atraiu para a casa onde ela morava, na segunda-feira (5). A família de Adonay Rafael Alves dos Santos, após notar o desaparecimento da criança, acionou a Polícia. A jovem assassina ainda auxiliou aos familiares nas buscas pelo garoto.

Ao delegado a adolescente disse que como o desaparecimento do garoto estava ganhando muita repercussão, ela teria desistido do sequestro, mas segundo a jovem relatou, o menino não parava de gritar, então ela o estrangulou durante 10 minutos, até que ele morresse.

Marcos Laranjeira disse que a adolescente confessou friamente o crime e revelou que mesmo depois de matar e esconder o corpo do garoto pretendia pedir o resgaste e que só desistiu, porque a polícia estava mobilizada investigando o caso.

O pai da adolescente assassina encontrou o corpo do garoto

Depois de matar o garoto, a jovem colocou o corpo dele em um freezer na sua casa. Na noite de terça-feira (6) o pai da jovem, Fábio Pereira, ao chegar em casa e sentir um forte mau cheiro foi investigar o motivo e encontrou o corpo do garoto no freezer.

Vai ficar por fora de assuntos como este?
Clique no botão abaixo para se manter atualizado sobre as notícias que você não pode perder, assim que elas acontecem.
Polícia

Em seguida, segundo ele, ao pressionar sua filha ela confessou o assassinato. De imediato ele a levou a polícia.

Fábio Pereira disse que procurou a família do garoto e relatou o acontecido e que inclusive eles entenderam que o pai da adolescente não sabia e nem participou do crime. Fabio lamentou profundamente o ocorrido e disse " ela tem que pagar pelo que fez. Eu estava criando um bicho".

A casa do pai da adolescente foi depredada e incendiada. Ele relata ainda que está sofrendo ameaças de morte.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo