Andreas Von Richthofen, irmão de Suzane Von Richthofen, condenada pelo assassinato dos pais, foi internado na ala psiquiátrica do hospital Casa de Saúde São João de Deus, localizado em São Paulo, nesta terça-feira (30).

Segundo pessoas que estiveram na companhia do rapaz nos últimos meses, o jovem Andreas Von Richthofen, que tem Doutorado em Química pela Universidade de São Paulo (USP), não anda mentalmente bem.

Para o site jornal O Globo, testemunhas disseram que o rapaz passou a se vestir desleixadamente e não cuidava da higiene. Apesar disso, todos os amigos ou conhecidos ouvidos pelo GLOBO se disseram surpreendidos pelo episódio.

O advogado de Andreas, Roberto Tardelli, asseverou que ele é um "menino fantástico" e que um tempo atrás estaria fazendo planos para mudar de vida. Mesmo tendo vendido a casa onde os pais morreram, o jovem passou a residir em uma rua paralela à residência e chegou a frequentar a cracolândia.

Andreas Von Richthofen é sozinho

Depois que a irmã, juntamente com seu namorado Daniel Cravinhos e o cunhado Cristian Cravinhos, matou seus pais, Andreas ficou sozinho no mundo. Na noite em que metade da família foi morta, o cunhado Daniel havia o levado para uma maratona de jogos, em uma lan house, longe do local do crime.

Diversas pessoas afirmaram que Andreas é muito inteligente e passou na terceira colocação em vestibular da USP, mesmo em meio a um turbilhão de problemas.

Na faculdade, era inevitável que as pessoas não o reconhecessem. A disputa da herança com a irmã deserdada foi mais um fator para avariar a saúde mental de Andreas, que oscilava quanto ao sentimento que nutria pelo parente.

Internação no manicômio

Nos próximos meses, Andreas terá que abandonar os estudos, as questões envolvendo a herança ou a relação com seus familiares, já que se internou na ala psiquiátrica da Casa de Saúde São João de Deus.

O tratamento será custeado pelo SUS, juntamente com a Prefeitura do Município. Por lá, Andreas fará diversas atividades de cunho cultural e artístico, bem como se submeterá a tratamento psiquiátrico.

Fica evidente que os traumas da infância não foram superados pelo rapaz, que já sofreu muito e ainda sofre com os atos cometidos pela irmã, que está presa pagando pela prática do crime.

A "pena" de Andreas é justa?

Não perca a nossa página no Facebook!