O tradicional evento em celebração e respeito à diversidade sexual, mais conhecido como a Parada do Orgulho LGBT, vai acontecer dia 18 de junho, em São Paulo. A concentração começa na Avenida Paulista, a partir das 10h, próximo ao Masp. Após 20 edições, o tema abordado dessa vez será: “Independente de nossas crenças, nenhuma religião é lei! Todas e todos por um Estado Laico”.

Com a organização da Associação da Parada do Orgulho de Gays, Lésbicas, Bissexuais e Transgêneros de São Paulo, conhecida também como APOGLBT, o tema apresentado foi discutido e desenvolvido por outras ONGs LGBTs apoiadoras da causa.

Foram discutidas diversas questões ligadas à diversidade sexual em reuniões no decorrer do ano até chegar ao tema escolhido.

Até o momento, Daniela Mercury é a atração principal, que estará presente no trio elétrico. Outros artistas ainda serão confirmados e alguns devem confirmar dias antes da Manifestação, por conta de contrato.

O trânsito da Avenida Paulista será bloqueado a partir das 8 horas do domingo, e na Rua da Consolação também haverá bloqueio para carros entre 12h até as 19h.

A concentração vai começar às 10h e a previsão é de que o primeiro trio saia às 13h e o último, às 18h. O metrô é o melhor transporte para ir ao evento.

O trajeto vai acontecer entre a Avenida Paulista até a Rua da Consolação. Às 19h, no final do evento, no Vale do Anhangabaú, vai acontecer um show de encerramento da Parada.

Parada LGBT

A Parada do Orgulho Gay, em São Paulo, começou em 1997. É uma das maiores do mundo.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Política LGBT

O evento acontece anualmente, sempre no meio do ano. Na maioria das vezes, em junho.

O evento foi criado em homenagem à Rebelião de Stonewall, ocorrida dia 28 de junho de 1969 nos Estados Unidos. Foi uma sequência de manifestações entre participantes de grupos LGBTs contra a entrada da polícia de Nova York, tornando-se a manifestação mais importante na luta pela igualdade da comunidade LGBT no país.

Há 21 anos, a primeira edição em São Paulo teve em torno de 2 mil participantes. Já em 2016, segundo a Polícia Militar, houve um público de 190 mil e de 2 milhões, de acordo com os organizadores, entre simpatizantes, LGBTs e pessoas que passavam na rua.

No ano passado, o tema foi "Lei de identidade de gênero, já! - Todas as pessoas juntas contra a Transfobia!”. Estima-se que o maior número de pessoas em todas as edições foi em 2011, de acordo com os organizadores, cerca de 4 milhões.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo