Você já viu aqui neste portal de notícias, diversos casos envolvendo brigas entre vizinhos, que na maioria das vezes acabam em um triste final. Foi o ocorrido na manhã da última quarta-feira (27), no município de Santa de Cataguases, em Minas Gerais.

A vítima, identificada por Willyene Mathias Siqueira, de 22 anos, precisou ser socorrida às pressas para uma unidade de saúde no município. De acordo com informações, Willyene acabou sendo alvejada por dois tiros, ambos no rosto, o que agravou o seu estado de saúde.

Com um celular em mãos, mulher filma a própria morte

Nas imagens é possível ver o exato momento em que a vítima faz a gravação da discussão que estava tendo com seu vizinho, de 40 anos.

Outros vizinhos informaram à polícia que por volta das 15h50 do último dia 23, a vítima teria discutido com o acusado.

Ainda nas imagens, o homem começa a ficar estressado e solta algumas palavras de baixo calão contra a vítima. A discursão teria sido motivada por uma recente briga envolvendo familiares da vítima. Ainda é possível observar em dado momento do vídeo, a mulher passa a provocar o homem, porém o bate-boca terminou de modo trágico.

Homem perde o controle e atira duas vezes contra a vizinha

Após alguns minutos de provocações, o homem sobe alguns degraus em direção a vítima, saca sua arma, um revólver calibre 38 e comete o crime. Antes do fim da gravação, ainda é possível ouvir a mulher pedindo para que ele parasse, pois não estava para brincadeira, porém acaba sendo alvejada sem chances de defesa.

Atenção, este vídeo contém cenas fortes e palavras de baixo calão:

Uma equipe do SAMU foi acionada e encaminhou a jovem para o Hospital de Cataguases, onde precisou de atendimentos urgentes, pois seu estado foi considerado bastante grave, ela recebeu os primeiros atendimentos, ficou internada, porém ao quarto dia, não resistiu e veio a óbito.

Uma equipe de polícia realizou rondas na cidade para encontrar o autor dos disparos, porém a princípio não teve êxito.

Horas após, uma denúncia anônima, informou aos policiais que o acusado estaria de volta para sua casa, onde acabou sendo surpreendido pelos policiais e conduzido à delegacia do município.

Ao adentrarem na residência do acusado, os policiais encontraram a arma utilizada no crime e algumas munições. Ele irá responder pelos crimes de homicídio e porte ilegal de armas.

O delegado do município afirma que já foi aberto um inquérito para investigar os reais motivos da morte de Willyene.

Nas redes sociais, o caso ganhou grande repercussão, ainda mais, por ter sido filmado pela própria vítima, que de modo algum imaginaria que aquele seria seus últimos momentos de vida.

Não perca a nossa página no Facebook!