A situação não está nada fácil nas grandes cidades brasileiras devido à paralisação dos caminhoneiros, que completou oito dias nesta segunda-feira (28). A procura por combustível está grande em todo o Brasil e em São Paulo, maior cidade do país, praticamente não há postos de combustíveis funcionando.

A ex-participante do “Big Brother Brasil 10” Cacau Colucci foi uma das vítimas da crise de abastecimento na cidade. Na última sexta-feira (25), Cacau tinha uma consulta marcada em Pinheiros, Zona Oeste da capital paulista.

Ela estacionou o carro na rua e se dirigiu ao consultório médico. Quando retornou ao veículo e estava voltando para casa, Cacau olhou o painel do carro e percebeu estava quase sem combustível.

“A tampa do tanque estava desrosqueada”, explicou a ex-BBB ao portal de notícias UOL.

Cacau contou que ficou revoltada com a situação. A modelo não registrou boletim de ocorrência sobre o caso de furto de combustível. A falta de gasolina está afetando Cacau profissionalmente.

Ela deixou de ir a uma emissora de rádio na capital paulista e, na próxima quarta-feira (30), quando participará de um programa da RecordTV, fez um pedido à emissora: que fosse buscá-la em casa.

Paralisação dos caminhoneiros afeta todo o Brasil

A procura por combustível em postos de todo o Brasil tem causado situações esdrúxulas. Cacau não foi a primeira a ter combustível roubado de seu carro. Em outro caso, ladrões furaram o tanque do veículo para levar a gasolina que havia ali.

Em todo o país, pessoas se acotovelam nos postos em busca da gasolina. A confusão é tão grande que brigas já foram registradas e divulgadas em redes sociais. A normalização da situação está indefinida. Os caminhoneiros conseguiram do governo federal tudo aquilo que pediram, mas as vias continuam interditadas em muitas cidades.

Cuidado onde abastecer seu veículo

Em algumas cidades, postos de combustíveis vendem gasolina e etanol e lidam com grandes filas de motoristas ávidos por abastecerem seus veículos, mas todo cuidado é pouco.

De acordo com o Sindicato do Comércio Varejista de Derivados do Petróleo de São Paulo (Sincopetro), todos os caminhões-tanque que saem das fornecedoras de combustíveis estão sendo enviados à Prefeitura da capital paulista para abastecimento de veículos oficiais, ônibus e carros do serviço funerário e da Polícia Militar.

Segundo a União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica), o etanol também não está sendo enviado aos postos.

Siga a página Famosos
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!