Elaine Caparroz, 55 anos de idade, paisagista, foi vítima de uma tentativa de feminicídio na madrugada de sábado (16) em seu apartamento na barra da Tijuca, zona oeste do Rio de Janeiro.

A paisagista foi violentamente espancada durante 4 horas. O suspeito da ação é Vinicíus Serra, 27 anos de idade, advogado e lutador de Jiu-jitsu, com quem trocava mensagens através de redes sociais há aproximadamente 8 messes.

No primeiro encontro, uma história de terror

O primeiro encontro dos dois havia sido na noite anterior ao fato acontecido, no próprio apartamento de Elaine. Ela conta que o agressor se levantou durante a madrugada e começou as agressões contra a mesma.

Em uma entrevista ao programa "Fantástico", da Rede Globo, que foi ao ar na noite do dia 24, a paisagista contou que acredita ter sido drogada através de um copo de vinho e afirma que a intenção do agressor era matá-la. Ela também relata que, além de Vinicius efetuar socos e mordidas, o agressor tentou estrangulá-la. Nesse momento, ela diz que pensou que morreria e conseguiu evitar que isso acontecesse puxando os cabelos de Serra.

Ela também relata em uma entrevista ao jornal Extra que começou a desconfiar das intenções do agressor quando o mesmo havia se apresentado à portaria do apartamento de Elaine com o nome de Felipe. Ela informou ao porteiro do prédio que não estava no aguardo de nenhum Felipe, então Vinicius usou o nome de Vinicius Felipe.

Ela questionou se não seria Vinicius Serra. Ele confirmou, e então a empresária autorizou que ele subisse.

A policia pensa que, pelo fato de que Serra alterou seu nome, a hipótese é de que o mesmo havia premeditado o crime, e queria encobertar sua identidade, e as atrocidades que pretendia fazer à Elaine. Apesar disso tudo, ela revelou desconhecer os motivos de tanta barbaridade.

A empresária acredita ter sido alvo de algum tipo de vingança, onde crê que, o que aconteceu com ela, não pode ter sido algo que acorreu de forma gratuita.

Por fim, Elaine comentou que ele insistiu pra que eles tivessem o primeiro encontro no apartamento dela após ficar ciente do fato de que ela morava sozinha.

O Brasil é o quinto país com mais casos registrados de feminicídio no mundo, conforme Alto Comissariado das Nações Unidas pra os Direitos Humanos (ACNUDH).

Elaine foi uma das poucas mulheres que conseguiu sair com vida de um caso como esse. Elaine deve depor na tarde desta segunda feira, dia 25, na 16ª DP, na Barra. Vinicius Serra se encontra preso por tentativa de feminicídio e permanece à disposição da Justiça.

Siga a página Polícia
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!