Um vídeo tem ganhado grande visibilidade e por isso deu o que falar nas redes sociais. As imagens mostram um casal brigando. Na briga eles fizeram um verdadeiro tumulto e o filho de apenas 3 anos foi alvo de um verdadeiro "cabo de guerra" para ver quem ficava com o garoto. A confusão aconteceu dentro de um shopping de Cuiabá. O acontecimento foi registrado na última quarta-feira (20). O casal compartilha a guarda da criança.

Casal começa a discutir por causa de filho em um shopping popular de Cuiabá

Testemunhas decidiram gravar o que estava acontecendo. As imagens revelam que a mulher e o homem lutavam para todas a criança do colo um do outro.

Foi então que o pai usou sua força e tomou o filho dos braços de sua mãe e não quis mais devolver. Algumas pessoas que estavam presenciando a briga decidiram intervir e é nesse momento exato que a confusão se torna ainda maior e sai do controle. A briga paralisou o shopping inteiro. No vídeo é possível ver a mãe da criança gritando com o ex-marido.

O casal e as pessoas que se envolveram na confusão aparecem no vídeo trocando agressões físicas. Tapas e socos marcaram esse grande tumulto. A cena de violência assustou muitas pessoas que estavam no shopping. A briga só chega ao fim quando um rapaz surge e decidi dar um "mata-leão" no pai e o puxa para longe da criança e de sua mãe.

De acordo com o boletim de ocorrência, os dois foram detidos. Na delegacia o pai contou que aquele dia era garantido por lei que o filho ficaria com ele.

Ele contou aos policiais que sua ex-esposa decidiu não entregar o garoto e, como queria o menino de volta, decidiu pegá-lo e usou força física. Um inquérito será instaurado para apurar as agressões que aconteceram no shopping entre todos os envolvidos na briga. Em situações assim o ideal é procurar os meios legais para resolver o problema e jamais recorrer ao uso de agressão física para garantir seus direitos.

Guarda compartilhada

Desde 2014 a guarda compartilhada é tida como uma situação ideal para quando os pais se separam e não podem mais viver juntos com a criança, a não ser que um dos pais não queiram mais possuir a guarda da criança.

Por definição a guarda compartilhada se caracteriza como uma responsabilidade conjunta de deveres e direitos da mãe e do pai que não estão mais vivendo na mesma residência.

O objetivo dessa lei é proporcionar que os responsáveis pelos filhos possam exercer o seu papel e ter o mesmo peso na responsabilidade de vida do filho.

Siga a página Polícia
Seguir
Siga a página Curiosidades
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!