Na última quinta-feira (19), o presidente da República, Jair Bolsonaro, afirmou que cogita disputar a reeleição em 2022. De acordo com ele, caso não seja aprovada uma “boa reforma política”, ele tentará se reeleger.

Essas afirmações foram feitas após o discurso do presidente na Marcha Para Jesus, evento evangélico realizado na cidade de São Paulo. Na ocasião, Jair Bolsonaro concedeu uma entrevista e foi questionado a respeito das próximas eleições.

Ao repórter, Bolsonaro respondeu que, caso seja realizada uma reforma política suficientemente boa, ele não pensa em concorrer. Entretanto, se tal reforma não ocorrer, e o desejo do povo seja vê-lo disputando novamente o cargo, ele estará a disposição para permanecer mais quatro anos na presidência da República.

Em momentos anteriores do dia, Bolsonaro [VIDEO]visitou a cidade de Eldorado, localizada no interior de São Paulo, local no qual passou boa parte de sua infância.

Durante a visita, o presidente também falou, ainda que indiretamente, da possiblidade de reeleição. Na ocasião, ele agradeceu a todas as pessoas que votaram nele.

Ainda durante o período de campanha eleitoral, em uma entrevista concedida ao Jornal Nacional no mês de outubro, Jair Bolsonaro mencionou a possibilidade de acabar com a reeleição, inclusive para si mesmo, caso se elegesse presidente. O então candidato afirmou que pretendia conversar com o parlamento e fazer uma grande reforma política, que teria como ponto de partido acabar com a possiblidade de reeleição.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Jair Bolsonaro

Marcha Para Jesus

O presidente da República esteve presente na Marcha Para Jesus, e essa se tornou a primeira vez que um presidente aparece no evento, que se encontra em sua 27ª edição. Bolsonaro foi convidado por Estevam e Sônia Hernandes, membros da Igreja Renascer em Cristo, e, durante a sua fala no evento, ressaltou que era muito bom estar entre amigos, enfatizando que isso se torna ainda melhor quando esses amigos são tementes a Deus.

Também durante a sua fala, Bolsonaro ressaltou que no ano passado havia dito aos amigos que, se fosse da vontade de Deus, no próximo evento do tipo ele se faria presente como presidente da República, e finalizou a fala ressaltando que, embora o Estado seja laico, o presidente é cristão.

Bolsonaro também se dirigiu ao público da Marcha Para Jesus para ressaltar a importância que os presentes tiveram em uma suposta mudança de rumos para o Brasil.

De acordo com ele, todos ali presentes compartilham a responsabilidade de mudar o país, devido a o seu respeito por Deus e pela família tradicional acima de todas as coisas.

Por fim, o presidente agradeceu por estar vivo e disse que Deus lhe deu uma segunda chance. Agradeceu aos presentes por todas as orações que foram feitas em prol de sua recuperação e ressaltou que a presidência da República foi um presente divino.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo