Uma discussão por causa de uma cerca e de uma porteira em um lote culminou com a morte do prefeito da cidade de Naque, em Minas Gerais, na manhã do último sábado (13). Hélio Pinto de Carvalho, 55 anos, conhecido como "Hélio da Fazendinha", é prefeito da cidade que possui em torno de 7 mil habitantes.

Marcos Alves de Lima, conhecido como "Marquinho do Depósito", também comerciante na cidade, é suspeito de ter tirado a vida do prefeito.

De acordo com informações da Polícia Militar, o vereador possuía um lote ao lado de um terreno que pertence à prefeitura do município e queria cercar a sua propriedade.

Segundo testemunhas, o vereador tinha a intenção de fazer um loteamento no seu terreno e estava fazendo uma porteira na entrada do lote, que teria sido usado por funcionários do município para jogar entulhos, quando o prefeito tentou impedir que o vereador fizesse a mesma.

Segundo relatos de testemunhas, os dois políticos começaram uma discussão e o prefeito teria usado um chicote para atingir o vereador, que teria informado estar armado. A discussão teria continuado e o vereador teria sacado a arma e atingido o prefeito com seis tiros.

Socorro à vítima e fuga do vereador

Ainda segundo a PM, logo após os disparos contra o prefeito, o vereador entrou em um carro e fugiu.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Polícia

Ele foi preso algum tempo depois na cidade de Governador Valadares. Ele informou à polícia que atirou no prefeito para se defender. Segundo policiais, o vereador tinha muitas escoriações em seu corpo e alegou que teriam sido causadas por uma luta corporal que travou com o prefeito. Foi apreendida com o vereador a suposta arma que teria sido usada no crime contra o prefeito Hélio. Marcos foi apreendido e levado para a delegacia de Governador Valadares e em seguida para o presídio da cidade.

Após ser atingido pelos disparos, o prefeito foi socorrido e encaminhado ao Hospital Márcio Cunha, que fica na cidade de Ipatinga, mas não resistiu aos ferimentos. A unidade hospitalar informou que seu óbito ocorreu às 9h51 e que o político tinha perfurações no tórax e pernas.

Hélio exercia uma vida política na cidade de Naque desde 2008, quando foi eleito para vereador na cidade. Ele estava cumprindo seu segundo mandato como prefeito, tendo sido reeleito no ano de 2016.

O corpo do prefeito foi velado na câmara municipal da cidade na noite de sábado até a tarde de domingo (14).

Os familiares, políticos e amigos do prefeito fizeram questão de ir se despedir dele. Seu enterro ocorreu na cidade de Governador Valadares, na tarde deste domingo, no cemitério Memorial Park. Hélio Pinto era casado e deixou a esposa e quatro filhos.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo