Alexandre Nardoni, condenado pela Justiça após ter matado a filha Isabella Nardoni, deixou a Penitenciária 2 de Tremembé, em São Paulo, nesta quinta-feira (8), devido ao benefício da saída temporária de Dias dos Pais concedido a ele pela primeira vez após sua condenação. Vale ressaltar que em abril deste ano Nardoni começou a cumprir o regime semiaberto.

Enquanto os demais presos beneficiados pela “saidinha” saíram a pé, Alexandre deixou a P2 por volta das 8h desta quinta, em uma caminhonete branca com vidros escuros.

De acordo com o G1, Nardoni entrou na Mitsubishi L200 Triton, registrada no nome da família, ainda dentro do complexo prisional.

A SAP (Secretaria da Administração Penitenciária) não divulgou o número de presos que foram beneficiados pela “saidinha”. No entanto, já se sabe que todos deverão voltar para o complexo prisional até quarta-feira (14), às 17h.

Condenação

Desde 2008, Alexandre Nardoni se encontra preso na P2 de Tremembé após ser condenado a 30 anos de prisão por ter matado a filha Isabella Nardoni.

Alexandre tentava conquistar o regime semiaberto desde setembro de 2018. No entanto, o detento só conquistou seu objetivo em abril, depois que a justiça o considerou merecedor devido ao seu bom comportamento.

Além de Alexandre, sua esposa, Anna Carolina Jatobá, condenada pelo mesmo crime, também deixou nesta quinta-feira a Penitenciária feminina Santa Maria Pelletier, em Tremembé (SP), beneficiada pela “saidinha”.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Polícia

Jatobá deixou o complexo prisional em um carro de luxo acompanhada de sua advogada. No entanto, esse não é o primeiro benefício da “saidinha” concedido a Jatobá, já que a esposa de Nardoni já esta cumprindo regime semiaberto desde 2017.

Desde que foi descoberto o crime, o casal sempre negou ter matado Isabella Nardoni, na época com 5 anos. Isabella morreu em março de 2008, após cair de janela do apartamento de seu pai, Alexandre Nardoni, em São Paulo.

A P2 de Tremembé, onde está preso Alexandre, é conhecida por receber os detentos condenados por crimes de alta repercussão, como o caso de Isabella. Também está peso no complexo, Cristian Cravinhos, detento condenado pela morte dos pais de Suzane von Richthofen, também presa pelo mesmo crime. Além destes, Lindemberg Fernandes, assassino de sua própria namorada Eloá, também se encontra preso na P2.

Saída temporária

O benefício que teve início nesta quarta-feira (7) geralmente é concedido para ao menos 3 mil detentos no sistema prisional do Vale do Paraíba. Todos os presos têm que voltar ao complexo prisional até a próxima quarta-feira (14). Em todo o sistema prisional, o Centro de Progressão Penitenciária Edgar Magalhães Noronha foi o complexo que beneficiou o maior número de detentos. No entanto, também foram beneficiados detentos da P1 e P2 masculina de Tremembé, da P1 feminina de Tremembé, da Potim 2 e da feminina de São José dos Campos.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo