Recentemente, uma hamburgueria localizada em Sorocaba, no interior de São Paulo, polemizou nas redes sociais após a publicação de um “combo” de batata e sanduíche feitos de papelão. A imagem foi publicada em oferecimento a potenciais clientes veganos.

De acordo com a hamburgueria, essa parecia ser a única forma de agradar o segmento em questão. Na publicidade debochada, o estabelecimento informou que seria possível encontrar o lanche na cooperativa de reciclagem mais próxima.

Além disso, a postagem do local também relatava a ocasião em que um grupo de clientes esteve na hamburgueria e pediu um lanche vegetariano. Entretanto, os clientes em questão pediram para que o lanche fosse feito com utensílios que não tiveram qualquer contato com carnes.

Devido a isso, a hamburgueria em questão fez uma postagem em suas redes sociais afirmando que possui sim uma opção vegetariana em seu cardápio, mas que não possui pleno controle de utensílios, de forma a assegurar que não tiveram contato com carne.

Após a reação dos internautas, o estabelecimento retirou a postagem de sua página e também emitiu uma nota prestando esclarecimentos acerca dos fatos, ainda se dirigindo ao público vegano. A nota em questão chegou a render mias de 9 mul comentários e mais de 4 mil compartilhamentos.

Em tom de escárnio, a hamburgeria pediu que os clientes veganos os deixassem em paz para “comer cadáver”, uma vez que eles estavam em uma escala evolutiva ultrapassada e considerada primitiva por essa parcela da clientela.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Opinião

A lanchonete também ressaltou, em tom de piada, que os veganos são superiores às demais pessoas em todos os aspectos, menos no âmbito em que cada pessoa deve cuidar de sua própria vida.

A nota, entretanto, pede desculpas às pessoas que não consomem carne ou mesmo produtos oriundos do leite devido a algum tipo de alergia ou intolerância.

Sem recuar

Ainda que as postagens anteriores tenham repercutido em um sentido negativo, a lanchonete não recuou e publicou uma foto de um dos lanches servidos por ela acompanhada de uma frase afirmando que churrascos deveriam ser feitos todos os dias e afirmando que “a morte do boi é a nossa alegria”.

O portal de notícias G1 entrou em contato com a hamburgueria para apurar os fatos e os responsáveis pela redes sociais do estabelecimento afirmaram que não tiveram a intenção de ofender quem sofre de alguma maneira.

O dono da lanchonete preferiu não ser identificado e afirmou que está sofrendo perseguição nas redes sociais desde a primeira publicação. De acordo com ele, o primeiro post da hamburgueria estava repleto de ofensas e precisou ser apagado devido a isso.

Ele ainda ressaltou que não é contra o veganismo, mas que devido a ausência de uma infraestrutura adequada, a sua hamburgueria prefere não atender a essa clientela.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo