Na tarde da última segunda-feira (25), o corpo de Luís Guilherme de Souza Flauzino, de 28 anos de idade, foi encontrado. Luis desapareceu ainda no dia 16 de novembro, na Praia do Félix, localizada na cidade de Ubatuba, interior de São Paulo.

A vítima vivia na cidade de Itatiba, também no estado de São Paulo e foi devidamente reconhecida no Instituto Médico Legal (IML) por membros de sua família, que compareceram ao local durante o período noturno.

Oo corpo do jovem foi visto por uma embarcação e estava próximo de onde desapareceu, cerca de 800 metros de distância do local.

O fato aconteceu por volta das 13h de segunda-feira.

Luís desapareceu enquanto estava nadando em uma área que conta com a presença de correntes de retorno, um tipo de corredor cujas ondas vão em direções distintas, o que gera dificuldades para nadar no local.

De acordo com informações fornecidas pela namorada de Luis, ele estava acompanhado de mais oito amigos quando foi à praia. Entretanto, quando se afogou, apenas um amigo estava com ele.

Desde o dia 16 de novembro o Grupamento de Bombeiros Marítimo (Gbmar) estava realizando buscas no local.

O grupo foi acionado quando o corpo de Luis foi encontrado e compareceu ao local para recolher o corpo do rapaz e, posteriormente, encaminha-lo para o IML.

Buscas sem sucesso

As buscas por Luís passaram apenas por uma pequena interrupção em decorrência do clima da região. Entretanto, aconteceram de maneira persistente nos 9 dias em que o rapaz esteve desaparecido e foram acompanhadas com proximidade por amigos próximos da família, que permaneceram no local do desaparecimento do jovem.

Entretanto, até o momento em que o corpo foi encontrado, não se teve maiores notícias a respeito do rapaz.

Vai ficar por fora de assuntos como este?
Clique no botão abaixo para se manter atualizado sobre as notícias que você não pode perder, assim que elas acontecem.
Polícia

A praia em que Luis desapareceu é conhecida por ser um lugar frequentado por famílias e ideal para o banho, de modo que não havia motivos para suspeitar da possibilidade de algo grave acontecer.

Luís Guilherme era conhecido em sua cidade natal pelo apelido de Gui e possuía uma carreira como atleta. O rapaz era jogador de futebol e defendia o time Nova Desportiva, que se tornou campeão do Amador de Várzea Paulista.

O caso de Gui não é o primeiro relacionado a um afogamento nas praias de Ubatuba a acontecer no ano de 2019.

No último domingo (24), um turista de 42 anos que estava na praia de Ubatumirim morreu após se afogar.

O homem estava acompanhado pela esposa e os filhos na ocasião. O mar acabou se tornando agitado, de forma que ele não conseguiu sair e acabou se afogando. O resgate foi acionado e foram necessárias duas equipes para que o turista pudesse ser retirado da água após o ocorrido.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo