Todo o mundo vive uma crise causada pelo novo coronavírus, que provocou uma necessidade de um confinamento social e exigiu que muitas pessoas precisassem ficar em casa. Nessa ultima quinta-feira (30), durante o "Jornal Nacional", exibido pela Rede Globo, o jornalista William Bonner se emocionou. O fato foi flagrado depois que a câmera voltou para o estúdio, depois de uma reportagem sobre as pessoas que têm lidado com o isolamento social.

A jornalista Renata Vasconcelos, que divide a bancada com Bonner, além de “entregar” o companheiro dizendo que ele tinha se emocionado, ainda tomou para si a responsabilidade de terminar o jornal.

Logo depois que Renata lhe entregou, Bonner disse, ironicamente, que nunca se emociona.

Sobre a matéria

A matéria que fez Bonner se emocionar era no bairro da Gávea, que fica no Rio de Janeiro, onde uma mulher que mora lá, e que era cantora, faz uma pequena apresentação todos os dias no horário das 18h, e os seus vizinhos assistem de suas janelas.

Segundo a mulher, cujo nome é Juliana Sucupira, pelo que os vizinhos dela transmitem, ela acredita que está fazendo o bem a essas pessoas. Afinal, estão todos presos dentro de casa, e também há muitos casos de idosos solitários. Até uma idosa que mandou uma mensagem para ela dizendo que seu dia divide antes das 18h, e depois das 18h.

Na análise da vizinha Magaly de Souza, ela consegue lembrar a eles que a vida tem que continuar, apesar do vírus.

Toda a vez que Juliana canta, traz a eles um ânimo e uma renovação, e termina dizendo ser um privilégio ouvi-la cantar. Já foram 40 shows diários que começam no domingo e vai no outro domingo, e a duração é de apenas 2 ou 3 minutos.

Durante o mês de abril, em uma das apresentações do "Jornal Nacional", Bonner já tinha admitido cansaço durante um programa todo cobrindo a crise da Covid-19.

Ele perguntou à sua companheira de bancada, Renata Vasconcelos, se estava cansada. Renata respondeu que estava, mas, estava serena e atentos, sempre vigilantes.

Em uma outra edição do programa jornalístico, Bonner chegou a revelar ter medo de ficar com a Covid-19 (doença causada pelo Coronavírus), porém, disse continuar seu trabalho de reportar as notícias, por “honrar” o compromisso da sua profissão.

Disse ele, nessa específica edição do Jornal Nacional, que não há nenhum super-herói, nem entre os jornalistas (na qual, faz parte) e nem mesmo em nenhuma profissão.

Siga a página Coronavirus
Seguir
Siga a página Política
Seguir
Siga a página Seriados
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!