O crime de #Pedofilia é muito associado ao abuso de um homem a uma criança, entretanto, a caracterização do abuso é muito maior que o que costuma-se ver. Uma mulher que sai com uma criança ou menor de idade também pode caracterizar abuso (e estupro) e até quando se trata de uma travesti. Sim, apesar de incomum o caso a seguir trata de uma travesti de Brasília, conhecida como Pietra que é acusada de abusar de um menor de apenas 12 anos. Os relatos são chocantes e a reação da mãe diante dos atos da travesti são incontestáveis.

A polícia foi acionada para averiguar uma discussão no bairro de Arapoanga, na cidade satélite de Planaltina, entorno do DF e ao chegar, identificou um caso 'sui generis'.

Uma travesti gritava por um menino de apenas 12 anos no portão de sua casa. Segundo a mãe do garoto, que ficou chocada com a atitude de Pietra, ela era persona frequente no local.

Pietra, o travesti, gritava que amava um menino de apenas 12 anos

A travesti tem 25 anos e foi levada à delegacia para prestar depoimento na última terça-feira, 26. Segundo Pietra, que foi denunciada pela mãe do menino, ela e o menino apenas trocavam carícias, mas não havia a relação sexual.

Já a Polícia Militar do DF revelou que a mãe do garoto de 12 disse que a travesti ia com frequência até o portão e ficava gritando que amava seu filho.

Por fim, o garoto deu outra versão para a relação com Pietra. O menino disse que já mantinha relação sexual com a 'mulher' tinha quatro meses, portanto, diferente da versão de Pietra.

Travesti é liberada e poderá ser indiciada por estupro de vulnerável

Todos os envolvidos foram levados para a 31ª Delegacia de Polícia (Planaltina) e as oitivas foram feitas. O Boletim de Ocorrência foi registrado como estupro de vulnerável, dada a idade do menino, e as investigações revelarão quem realmente tem razão nesta história.

O menino foi encaminhado para o IML e os exames revelarão se ele sofreu abusos da travesti. Cabe ressaltar que qualquer tipo de relação que a travesti tenha realizado com o menino já pode ser caracterizada como estupro de vulnerável.

Por fim, a travesti que supostamente abusou do garoto, não foi detida pois segundo o delegado de plantão da 31ª, não houve flagrante no crime e portanto não havia cabimento a prisão do possível agressor.

Qual a sua opinião sobre o caso? Não deixe de opinar!

Nota: acabou de passar na TV, mas o link ainda não foi para o ar. O link da PM tb não está abrindo, estou reescrevendo com base apenas nas fontes. Sobre o travesti ser liberado, consta na fonte, já que não houve flagrante.

Veja mais crimes bizarros pelo Brasil

Síndica questiona mãe sobre choro do bebê e o que acontece depois é chocante [VIDEO]

Pai mata filho adolescente gay na véspera de Natal; marcas no corpo chocam [VIDEO] #Crimes #travesti Pietra