O Dia Mundial de Combate ao Fumo é oficialmente comemorado no dia 31 de maio, mas conscientizar sobre os malefícios do tabaco é tarefa para todos os dias.

Segundo pesquisa realizada pelo Ministério da Saúde, o percentual de fumantes no Brasil caiu mais de 30% nos últimos nove anos.´Porém, segundo o IBGE, o cigarro ainda faz, entre os brasileiros, duzentas mil vítimas fatais por ano.

Na fumaça do cigarro há aproximadamente 4700 substâncias tóxicas diferentes.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), a nicotina é uma droga psicoativa que causa dependência e age no sistema nervoso central como a cocaína, chegando ao cérebro em aproximadamente 9 segundos. Sem contar que, as consequências são carregadas para o resto da vida: uma pessoa que parou de fumar tem um risco menor de ter câncer, mas nunca será igual ao de uma pessoa que nunca fumou.

O cigarro pode causar, nas pessoas que também inalam a fumaça (fumantes passivos), as mesmas doenças provocadas nos ativos.

No caso do fumante passivo ser uma mulher grávida, pode prejudicar o crescimento do feto e causar morte fetal, parto prematuro e baixo peso ao nascer. As crianças podem ter o crescimento prejudicado e correm maior risco de morte súbita, doenças respiratórias e infecções de ouvido.

Por isso, é fundamental evitar a primeira tragada! Não encare o cigarro como algo bom! Ele é uma ilusão que prende sua vida e rouba sua saúde.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Opinião

Rejeite sempre que alguém lhe oferecer. Não tenha vergonha de recusar.

Se você é fumante e deseja parar, busque ajuda. Livre-se de todos os cigarros, isqueiros, cinzeiros e fósforos. Não desista diante dos sintomas da abstinência! Procure beber bastante suco e água, e resista (o desconforto dura um tempo, mas a vantagem é permanente). Evite ao máximo lugares e situações que o façam querer fumar.

Não se sabote com desculpas para justificar mais uma tragada.

Se você quer ajudar alguém a parar de fumar, procure oferecer palavras de incentivo ao invés de reclamações, no caso de uma recaída. Tente ser paciente e bondoso, independente do humor da pessoa. Não é uma luta fácil, mas com determinação, perseverança e apoio, é possível vencê-la!  

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo