Durante muitos anos, muitas pessoas se perguntaram se a legalização da maconha tornaria os jovens mais propícios a consumi-la. Como as leis que proíbem a maconha se tornam menos punitiva, a pergunta é: "E as nossas crianças?" Torna-se mais premente para os pais e outros adultos. 

O objetivo das ONGs que apoiam a legalização da maconha é exortar os jovens a se abster de álcool, tabaco e outras drogas. Evitar exageros, desinformação e intimidação táticas do passado. Eles acreditam que a honestidade é a melhor maneira de envolver os jovens e a forma mais poderosa para ajudá-los a tomar decisões responsáveis e informadas.

Alguns críticos da reforma política de drogas explora preocupações dos pais de que o acesso legal á maconha para adultos vão tornar os jovens mais propensos a usá-la.

Eles proclamam que essas reformas envia a mensagem errada para as crianças. Eles também ameaçam que ajustar a resposta há experimentação juvenil, conduzirá inevitavelmente adolescentes por um caminho de uso problemático ás drogas mais perigosas.

Como resultado, a perspectiva de legalização, descriminalização ou a disponibilidade da maconha deixa muitos pais em pânico. O que é um pai para acreditar ou fazer?

Um recente estudo publicado na revista The Lancet Psychiatry Journal, contou com uma análise de 24 anos de dados detalhando a prevalência de uso da maconha entre os adolescentes. mostrando que entre os 21 estados americanos que adotaram leis sobre a maconha medicinal, nenhum deles ouve aumento significativo no consumo da maconha entre os adolescentes.  

Dirigindo o ponto ainda mais, o estudo apoia o relatória de 2013 do Departamento de Saúde e Meio Ambiente do Colorado, nos Estados Unidos, descobrindo que o uso da maconha no ensino médio diminuiu desde o estado se tornar o primeiro a legalizar a maconha.

Os melhores vídeos do dia

Estes dados foram coletados antes das vendas de maconha recreativas para adultos ter iniciado. 

Estes estudos são encorajadores para os pais em todos os lugares, Na semana passada, veio a notícia mais tranquilizadora - desta vez da Partnership at Drugfree Kids que informou sobre um novo estudo baseado em questionários de cerca de 500 mil adolescentes, descobrindo que o uso da maconha entre os jovens está em declínio.

Os pais e outros adultos que se preocupam com a saúde e o bem-estar das crianças estão cada vez mais compreendidos, que acabar com a proibição da maconha e promover a educação sobre drogas é mais honesto e eficaz, e não se excluem mutualmente. Na verdade, elas fazem parte da mesma conversa.